12 dicas para melhorar o desempenho do motor do seu carro

Vale lembrar que qualquer descuido com o “coração do veículo” pode causar um grande transtorno no futuro. Por isso, daremos 12 dicas de procedimentos, cuidados e atitudes para que você melhore o desempenho do motor do seu possante.

1. Coloque produtos de confiança no motor

Para manter a vitalidade do motor do seu carro, procure sempre utilizar óleos e demais lubrificantes de acordo com o que é recomendado pelo manual do proprietário. Algumas marcas optam por indicar o óleo com tipos sintéticos, minerais ou semissintéticos.

Faça as trocas programadas e sempre monitore o nível para evitar que o óleo envelheça e comprometa o desempenho do motor.

2. Tenha cuidado ao completar o óleo do veículo

A prática é comum, mas precisa ser feita com cuidado. Sempre que precisar completar o reservatório de óleo do motor, utilize um produto da mesma marca e com a mesma especificação do manual, com o motor frio.

Se as propriedades do óleo forem diferentes, como um sintético junto com mineral, por exemplo, a capacidade de lubrificação fica comprometida e o motor ficará sujeito a desgastes, corrosão e borras.

3. Troque os filtros

Os filtros são responsáveis por segurar todas as impurezas que possam entrar na mistura de ar e combustível e, consequentemente, no motor. Alguns proprietários, ao realizarem a troca do óleo, também aproveitam para trocar os filtros de ar, de óleo e o de combustível, fazendo uma manutenção geral no veículo.

Para melhorar o desempenho do motor, por exemplo, é possível encontrar no mercado elementos filtrantes que permitem uma entrada de ar mais significativa na mistura, o que pode contribuir para um ligeiro aumento na potência.

4. Atente-se à manutenção das velas e dos cabos

Segundo as fabricantes de automóveis, a troca do jogo de velas deve ser realizada, em média, a cada 20 mil quilômetros. Os sintomas que os carros apresentam ao terem problemas nas velas são falhas na partida, na aceleração e um consumo elevado de combustível.

Elas devem ser conferidas juntamente com os cabos de ignição, para que o sistema de alimentação do motor não seja comprometido e o carro perca desempenho.

5. Avalie a necessidade do uso de aditivos

Os aditivos para o motor devem ser utilizados com moderação. Para os carros novos, o uso não é necessário, já que o motor ainda não gerou impurezas. No entanto, caso você queira utilizar algum aditivo, siga a recomendação do manual do veículo.

Contudo, se o seu carro for mais rodado, procure um especialista em mecânica para avaliar a necessidade de usar aditivos para reduzir o acúmulo de sujeira, que pode formar borras no bloco e no cárter.

Use o Sprint Booster

Há, ainda, outras formas de aumentar o desempenho do carro. Muitos usuários estão aderindo à tecnologia do Sprint Booster (aquele botãozinho que vemos em filmes e são responsáveis pelo aumento do desempenho do motor). 

O Sprint Booster nada mais é do que um equipamento que busca diminuir o tempo de resposta do motor em momentos instáveis, como em uma subida ou em um processo de ultrapassagem. Em outras palavras, esse recurso busca melhorar a comunicação entre o motor e o acelerador. Por meio do software, o veículo interpretará o comando de forma mais rápida e efetiva. 

Pode-se dividir o comportamento do Sprint Booster em três fases: normal (utilizada para manter o desempenho do carro),“race” (para aumentar a resposta em momentos de pista livre) e  “sport” (que é um intermediário entre as duas outras fases). 

6. Observe a limpeza dos bicos de injeção

A limpeza das válvulas injetoras de combustível, conhecidas popularmente como bicos injetores, é um assunto polêmico entre especialistas em mecânica. Essa peça funciona de forma autolimpante e, teoricamente, não precisa ser limpa.

Entretanto, a qualidade duvidosa dos combustíveis comercializados por alguns postos pode comprometer o funcionamento dos bicos em longo prazo, que precisarão de cuidados em casos extremos de mau funcionamento do motor.

7. Modifique o sistema de escapamento

O sistema de escapamento do automóvel é mais um dos elementos do carro que pode ser revisto para melhorar o desempenho do motor. Caso você já tenha alterado os componentes de admissão, pode ser interessante buscar alternativas que otimizem a saída de ar do motor.

O aumento do desempenho do motor dependerá da capacidade e dos diâmetros dos tubos que serão instalados nas válvulas de escape.

Invista na turbinação do motor

Outra maneira que muitos motoristas utilizam para aumentar o desempenho do veículo se dá por meio da turbinação do motor. 

Porém, antes de instalar o turbo, é preciso garantir que o motor do seu automóvel suporta o aumento de potência e de torque. A maioria dos motores naturalmente aspirados não possuem essa característica. 

Mas, caso você realmente deseje instalar um turbo, saiba que essa operação é um tanto quanto dispendiosa e ainda costuma diminuir a vida útil do motor. Várias peças apresentarão desgastes antes do previsto e será imprescindível a troca dos pistões e das bielas por modelos mais nobres e confiáveis. Pense nisso!

8. Reprograme a central eletrônica

É comum encontrar no mercado automotivo estratégias para refazer a programação da central eletrônica. Porém, o método é extremamente delicado e deve ser feito com bastante cautela, para não haver transtornos no futuro.

Esse método promete melhorar o desempenho do veículo, favorecendo o aumento de potência, e, em alguns casos, o carro pode ficar mais econômico ou mais gastador — o que vai variar de acordo com o comportamento do motorista.

9. Utilize chips de potência

Instalados junto à central de injeção eletrônica, os chips de potência podem contribuir para melhorar o desempenho do motor do seu carro. Para atuarem de forma mais eficaz, eles devem estar em sintonia com as informações contidas no módulo de injeção.

Eles podem dar diversas configurações de parâmetros de funcionamento do motor, que podem ser ajustados de acordo com o desejo do condutor.

10. Faça uma condução consciente

Para manter a saúde do seu motor em dia, faça trocas suaves de marcha e respeite a faixa econômica do motor para realizar essas trocas. Em determinadas circunstâncias, o “para e anda” é inevitável, mas, em outras, manter a aceleração contribui para que o motor gire de forma constante, além de economizar combustível.

Ao ver o semáforo fechado lá longe, por exemplo, não pare diretamente nele. Controle a velocidade e espere-o abrir.

Mantenha os pneus bem calibrados

Manter os pneus bem calibrados, além de garantir uma condução mais segura, interfere diretamente no consumo do veículo e também evita que o carro tenha alguns engasgos. Verifique, periodicamente, a validade dos pneus e a sua qualidade, garantindo que seu veículo possa rodar com tranquilidade e toda a segurança necessária. 

11. Deixe seu carro mais leve e econômico

Qualquer peso extra que o carro tiver pode fazer o motor ser mais exigido. Ao abastecer o tanque do seu carro no dia a dia, tente equilibrar a quantidade, para que o carro não fique pesado e acabe consumindo mais combustível.

Contudo, também não deixe o tanque ficar sempre na reserva, para prevenir que impurezas contidas no fundo do reservatório danifiquem a bomba. Ainda, deixe apenas o que for necessário no porta-malas ou no interior do veículo.

Uma informação interessante a ser destacada é que um carro com tanque cheio fica, no mínimo, 30 kg mais pesado. O peso é um dos principais responsáveis pelo aumento da energia cinética, fazendo com que o motor seja mais exigido e o carro gaste mais combustível. 

Escolha um bom jogo de rodas

Para deixar o carro mais leve e econômico pode-se também utilizar tipos de rodas que propiciem o alto desempenho. Geralmente, o jogo de rodas fornecido pelas concessionárias é bom (alguns, inclusive, de liga leve). 

Porém, a utilização de pneus mais altos, por exemplo, auxilia no ganho de velocidade e na diminuição do consumo. Obviamente, é preciso que as rodas utilizadas estejam de acordo com as especificações do fabricante, evitando que os pneus entrem em contato com o para-lamas e certificando de que o motor do carro não será prejudicado.

12. Tenha cuidado ao lavar o motor

Prática comum do brasileiro, a lavagem do motor costuma renovar o seu aspecto, mas deve ser feita de forma extremamente cuidadosa nos carros atuais. O motor nunca pode ser lavado quando estiver quente, para que o choque térmico não comprometa a resistência das partes metálicas do bloco ou do cabeçote.

Ainda, a grande quantidade de elementos eletrônicos que existem sob o capô faz com que o hábito da lavagem seja arriscado, pois pode danificar vários componentes. O ideal é utilizar um pano umedecido, ou alguma técnica menos agressiva.

Quando o assunto é carro, o brasileiro não mede esforços. Somos apaixonados por nossos possantes e, muitas vezes, buscamos fazer do nosso carro, “O carro”. Porém, é preciso tomar certos cuidados para não prejudicar o comportamento do veículo e comprometer o seu funcionamento.

As dicas fornecidas nesse conteúdo são fundamentais para melhorar o desempenho do motor do seu carro e garantir a longevidade que você tanto deseja para ele. Então, não deixe de segui-las. 

Gostou do nosso post de hoje? Fique atento e siga essas dicas para melhorar ou conservar o bom desempenho do motor do seu veículo. Aproveite e compartilhe essas informações em suas redes sociais!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"