9 dicas para aumentar a vida útil da bateria do seu carro

Quando a bateria do carro resolve acabar de uma vez é um transtorno, por maior que seja a tranquilidade em relação a todos os outros itens. Bate na chave, não liga. Tenta de novo, e não tem resposta. Até lembrar que a bateria pode estar sem carga, o carro já está no reboque.

Muitos motoristas se deparam com isso, que é extremamente comum. Às vezes, a falta de cuidado com a bateria do carro deixa você na mão bem antes do que poderia imaginar. 

Quais as características das baterias atuais?

As baterias utilizadas nos automóveis atuais são do tipo seladas, ou seja, que dispensam manutenção. Tempos atrás, os modelos mais comuns eram recarregáveis, e cabia manutenção. O condutor tinha que completar a água da bateria duas ou três vezes no ano.

Antes, as baterias eram mais simples e estavam sujeitas a danos que podiam até danificar os carros, caso explodissem. Com as baterias seladas, essa manutenção periódica praticamente se extinguiu. Em média, a vida útil de uma bateria selada é de 2 a 3 anos.

Há diferenças na carga das baterias seladas?

Quando as baterias seladas surgiram, o custo para o condutor era relativamente elevado. Porém, havia — e ainda hoje há — quem ainda acreditasse que as baterias recarregáveis poderiam durar mais do que as baterias seladas, devido ao fato de necessitarem de uma manutenção constante capaz de manter as peças internas bem conservadas por mais tempo.

O fato é que, com o surgimento de inúmeros itens ligados à parte elétrica dos automóveis, as baterias seladas foram conquistando o mercado, já que suportam, por muito mais tempo, a quantidade de equipamentos que os carros atuais possuem.

Como é uma bateria?

A bateria do carro se constitui de um conjunto de placas de chumbo, com polo positivo e um polo negativo, como uma pilha. Essas placas ficam cobertas por uma carcaça plástica e vão acumulando a energia para seu funcionamento, produzida por meio de processos químicos.

A água que a bateria armazena é fundamental para essa produção de energia. Por isso, é importante ficar atento ao período de troca da bateria, para que essa água não resseque e ela não pife de uma vez.

Confira, a seguir, nove dicas para aumentar a vida útil da bateria do seu carro.

1. Desligue os equipamentos do carro

O momento que a bateria do carro é mais exigida é quando você a chave para ligar o veículo. Por isso, é importante, todas as vezes que desligar o carro, também lembrar de desligar os equipamentos que dependem dela para funcionar. Alguns dos que mais comumente ficam ligados são:

  • Ar-condicionado;
  • Faróis;
  • Rádio;
  • Desembaçador de vidros;
  • Acendedor de cigarros.

Tomando o cuidado de verificá-los, você sobrecarrega menos a bateria do carro e aumenta a sua durabilidade.

2. Use a parte elétrica de forma moderada

Quando você estiver com o veículo desligado, evite usar o rádio, as luzes internas, a central multimídia, o ar-condicionado, deixar os faróis ligados ou utilizar algum equipamento elétrico ligado à bateria.

Caso haja realmente necessidade, o faça por um tempo menor, para evitar o desgaste prematuro da bateria do carro.

3. Coloque o motor para funcionar

Mesmo com o carro parado, a bateria trabalha em stand by. Porém, ao ligar o motor, ela trabalha com mais eficiência, já que sua geração de energia se dá enquanto o carro está funcionando. Por isso, é importante ligar o motor do carro periodicamente e fazer com que ela trabalhe.

Às vezes, quando ficamos muito tempo longe do nosso carro — numa viagem, por exemplo — e não o ligamos, acontece de ele demorar mais a ligar. Por isso, cerca de uma vez por semana, ligue o veículo e o deixe funcionar por, pelo, menos 5 minutos, para aumentar a saúde da bateria.

4. Desconecte os terminais em períodos sem uso do carro

Para aqueles donos de carros “de garagem” — que pouco saem — ou para quem eventualmente permanece mais de uma semana longe de casa, o mais adequado é desconectar os cabos que estão ligados à bateria, para evitar uma descarga antecipada.

A recomendação é desconectar pelo menos o terminal positivo do terminal para prevenir a diminuição da vida útil da bateria, bem como para evitar curto-circuito. Caso você retire os dois cabos, lembre-se de conectar primeiro o negativo e, em seguida, o positivo.

5. Proteja bem os terminais

Feitas de plástico, as capinhas protetoras dos terminais positivo e negativo da bateria de carro ajudam a protegê-los do contato com objetos metálicos que pode gerar uma faísca e provocar um curto-circuito.

Esteja atento a esses pequenos itens, observando se estão desgastados ou danificados e providenciando a substituição, caso necessário.

6. Deixe os terminais limpos

Com o passar do tempo, os terminais da bateria acumulam resíduos provenientes da oxidação de materiais presentes na ponta dos conectores e dos terminais, como cobre e latão. Eles apresentam uma coloração esverdeada e são chamados de zinabre.

A dica para manter os terminais limpos é fazer uma mistura de água com bicarbonato de sódio. Ela reage com o zinabre e forma uma espuma, que deve ser retirado, secando bem a área. Faça isso com o carro desligado e confira bem a conexão dos cabos com os terminais.

7. Tenha um auxiliar de partida

Às vezes, é possível até ter uma ideia de quando a bateria do carro está para ser trocada, mas, em muitos casos, ela acaba sem qualquer sinal prévio. Porém, se você possuir um auxiliar de partida no seu veículo, ele pode ajudar a evitar situações perigosas.

Esse equipamento tem a função de gerar carga para a bateria, dispensando o conhecido procedimento da “chupeta”, já que não é comum ter uma bateria sobressalente e nem todas as pessoas estão dispostas a prestar socorro em casos de necessidade.

Porém, caso você não possa adquirir esse equipamento, tenha, pelo menos, um cabo auxiliar de boa qualidade.

8. Faça manutenção no alternador

Em alguns casos, quando o carro não quer ligar, é possível que o problema não esteja na bateria, mas no alternador. Esse equipamento, que fica instalado próximo ao motor, é o responsável por gerar a corrente elétrica necessária para fazer funcionar cada equipamento elétrico do veículo e manter a carga da bateria do carro constante.

9. Observe a capacidade da bateria

Se você deseja instalar um bom alarme, ou um sistema de som mais potente, vidros elétricos, ou ar-condicionado no seu carro, observe a capacidade suportada pela bateria e pelo alternador e verifique se a instalação foi feita corretamente, para que os cabeamentos não roubem parte da carga. Caso necessário, será preciso trocá-la por um modelo mais resistente.

Seguindo esses cuidados e dicas você consegue fazer a bateria do carro durar mais. Tem algo a acrescentar? Deixe o seu comentário e compartilhe com a gente!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"