Aprenda a analisar e avaliar veículos pela Tabela Fipe

A tabela estabelecida pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) é a maior referência brasileira sobre os preços comerciais de carros, caminhões e motos. Os valores estipulados pela Tabela Fipe são atualizados mensalmente e usados em contratos, principalmente de seguradoras e financeiras.

Para fazer uma consulta, entre no site da Fipe e preencha um formulário com o ano, fabricante, modelo e versão do veículo desejado. Em seguida, confira como tirar o maior proveito possível da tabela:

Avalie melhor o preço do seu seguro

As seguradoras usam os valores da tabela para estabelecer as indenizações, nos casos de perda total ou roubo. Lembre-se: para que seja considerado perda total, é preciso que a soma dos valores de reparo no seu veículo sejam maiores do que 75% do valor estabelecido pela Tabela Fipe.

Ou seja, não é levado em consideração o quanto você pagou pelo veículo nem a valorização por causa de acessórios que tenham sido acrescentados. Se você considerar que o valor do seu carro é maior do que o do mercado, o ideal é que você faça uma apólice de pelo menos 110%.

Hoje em dia, as indenizações são feitas com base no valor indicado na época do sinistro, e não do pagamento da indenização. Há pouco tempo, era o contrário.

Por causa da depreciação e da inflação, a nova lei pode causar uma diferença muito grande no valor pago. Dependendo do caso, alguns prêmios podem demorar mais de um ano para serem entregues.

Perceba as diferenças entre os preços do mercado

Como a cotação é feita mensalmente, a tabela serve inclusive como um indicador dos índices da inflação, bem como da economia, de um modo geral. Porém, ela não leva em consideração veículos profissionaisadaptados, em mau estado de conservação ou com muitos itens que não são de fábrica.

Por ser uma tabela nacional, ela não mostra as diferenças regionais. Para se ter uma ideia, existem veículos com preços até 15% diferentes entre uma região e outra do Brasil. Há diferenças, inclusive, entre os valores de carros comercializados nas capitais e no interior.

Até mesmo a cor do veículo pode resultar em um valor diferente do que o que está na tabela. Por exemplo: veículos com cores iguais às de táxis costumam ser bastante desvalorizados.

Tenha um bom embasamento antes de comprar

No Brasil, a Tabela Fipe é quase sempre consultada antes de se tomar qualquer decisão comercial envolvendo veículos novos e usados. Entretanto, use a tabela como uma referência, mas não se baseie somente nela. Pesquise em sites e agências de veículos quais são os preços praticados na sua região.

Quando for comprar um carro, note se ele está muito mais barato do que na tabela. Caso esteja, desconfie de que ele já tenha sofrido uma batida grave ou está com a mecânica muito desgastada.

Valorize o seu veículo

Como vimos, a Tabela Fipe possibilita que você saiba se o seu veículo está acima ou abaixo do valor de mercado.

Além disso, algumas atitudes ajudam a valorizar o seu veículo na hora de vender: trocar os pneusencerartrocar o óleo, fazer revisões nas quilometragens recomendadas, reparar pequenas avarias etc. No entanto, calcule quanto você vai gastar e veja se realmente vale a pena fazer o investimento.

Conheça a depreciação do seu veículo

Preencha o formulário no site, colocando o ano e mês atual como referência. Para fazer comparações, preencha novamente e coloque no mesmo campo épocas anteriores — é possível fazer esse cálculo a partir de janeiro de 2001.

Com isso, dá para se ter uma boa ideia da evolução do preço ou da desvalorização de um modelo de veículo. Esse recurso é útil para que você não perca tanto dinheiro quando vender veículos antigos ou comprar novos.

Calcule o seu IPVA

Inicialmente, a Tabela Fipe tinha sido criada para ser a referência oficial para os cálculos de IPVA. Os valores do IPVA variam de um estado para outro, podendo ser entre 2% e 4% do valor estabelecido. Dessa forma, use a tabela para programar os seus gastos futuros.

E então, este post foi útil para você? Então compartilhe-o nas suas redes sociais e ajude outras pessoas com dúvidas sobre a utilização da Tabela Fipe!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"