Conheça 6 dicas para prolongar a vida útil do pneu do seu carro

O preço da troca dos pneus do seu carro pode significar um grande gasto, que pode vir a atrapalhar seus planos. Maus hábitos na direção e a falta de cuidados simples como calibragem, alinhamento, balanceamento e rodízio diminuem consideravelmente a vida útil dos pneus.  

Por isso, o artigo de hoje abordará 6 dicas para que a durabilidade dos pneus do seu carro seja a maior possível. Confira:

1. Calibre os pneus pelo menos uma vez por mês

Rodando ou não, pneus perdem cerca de duas libras mensalmente. Para evitar que os pneus sofram com o desgaste, é importante fazer a calibragem regularmente.

Lembre-se de verificar a pressão recomendada no manual de proprietário do veículo. Pneus cheios demais são mais propensos a estourar. Além disso, por ficarem com menor área de contato com o solo, têm maior desgaste na área central da banda de rodagem (lado do pneu que faz contato com a pista). Já pneus vazios demais esquentam muito e aumentam seu desgaste, principalmente nas extremidades da banda de rodagem.

2. Faça o alinhamento e o balanceamento das rodas

Alinhamento é o procedimento feito para manter as rodas perpendiculares ao solo e paralelas entre si. Um carro provavelmente está desalinhado se ele apresentar desgastes em áreas diferentes de cada pneu.

Já o balanceamento consiste no equilíbrio de pesos entre as quatro rodas do automóvel. A calibragem é uma forma de ajudar o balanceamento porque nivela a altura das rodas.

Com os dois procedimentos, o desgaste dos pneus vai acontecer de forma adequada e uniforme. Ambos devem ser feitos sempre que se faz a troca de pneus ou de qualquer componente da suspensão ou a cada 10.000 km rodados. Além disso, eles também são indicados caso a direção esteja mais difícil, com vibrações ou puxando para um lado.

3. Faça o rodízio dos pneus

O rodízio consiste na troca dos pneus do eixo de trás pelos da frente e deve ser feito de dois em dois meses. Ele serve para compensar o desgaste desigual que existe entre os eixos.

Com isso, os pneus terão maior vida útil e maior eficiência. Pneus radiais devem ser trocados, em média, a cada 8.000 km e os diagonais a cada 5.000 km.

4. Preste atenção na forma como dirige

O modo de dirigir pode preservar os pneus por muito mais tempo. Movimentos irregulares feitos com muita frequência podem fazer com que a vida útil do pneu dure até metade do tempo estimado. Arrancar com os pneus “cantando” então, nem se fala!

Um carro com excesso de peso, por exemplo, exerce uma pressão maior sobre os pneus, causando maior corrosão da borracha. Além disso, o peso influi no ângulo das rodas, que faz com que os pneus tenham um desgaste desigual.

5. Observe por onde você dirige

Pistas esburacadas, acidentadas ou incompletas desgastam consideravelmente os pneus do seu carro. Em alguns casos, podem chegar a furá-los.

Dirigir ou estacionar em superfícies com combustível ou óleo lubrificante derramados deteriora a borracha do pneu. Não só isso, mas faz ainda com que ela perca suas propriedades físicas e mecânicas.

6. Faça a manutenção preventiva

As condições de componentes de várias outras partes do veículo como amortecedores, molas, freios, rolamentos, eixos e rodas influem diretamente sobre a vida útil dos pneus. Por isso, certifique-se de que todos estejam em bom estado, principalmente antes de uma viagem.

Se você gostou das nossas dicas para aumentar a vida útil dos pneus, compartilhe essa postagem em suas redes sociais! 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"