Conheça as 5 melhores dicas de mecânica para mulheres

A ida à oficina mecânica é o pior pesadelo de muitas mulheres. Resolver problemas que surgem no carro não é nada fácil quando você não tem afinidade com o assunto e não conhece boas dicas de mecânica. Claro que isso vale também para homens que não se interessam por carros, mas, em geral, nossa cultura estimula muito pouco a relação da mulher com os veículos.

Infelizmente, algumas oficinas mal intencionadas se aproveitam dessa falta de intimidade para tirar proveito da situação. Por isso, o primeiro passo para se proteger e resolver seus problemas mecânicos é procurar um profissional de confiança. É importante também conhecer o seu carro e saber o jeito correto de cuidar e preservar algumas peças dele. Não sabe como fazer isso? Veja nossas cinco dicas!

1. Fique atenta a barulhos no freio

Você precisa saber que, na maioria dos casos, não é para existir barulhos em frenagens. Isso porque a pastilha de freio é uma composição de materiais que se gruda ao disco de freio. A única coisa que resulta dessa ação é o calor provocado pelo atrito entre os dois componentes.

Então, se você está dirigindo e escutou um barulho ao pisar no freio, fique atenta. Ele está indicando algum problema. Se for um assobio, pode ser característica da pastilha, pois, dependendo do material empregado em sua fabricação, ela produz tal ruído. Mas, quando o ruído é constante e incomoda, é possível lixar o componente e sanar o barulho.

Caso o barulho no freio seja metálico, o problema é mais sério. Isso indica que a pastilha se desgastou e ficou apenas a base metálica. Ao frear, os dois metais se tocam, produzindo um ruído desconfortável de “ferro com ferro”.

Essa situação é perigosa, pois os dois metais não têm aderência entre si e, com isso, o freio perde eficiência. Assim, se escutar esse tipo de som, corra para uma oficina para efetuar o reparo do freio. O ideal é que a manutenção preventiva seja realizada antes desse barulho, pois, a essa altura, o disco de freio também precisará ser trocado.

2. Evite o superaquecimento do motor

Uma das coisas que as mulheres precisam fazer é ler o manual do veículo. Nele você vai encontrar diversas dicas de mecânica, além de outras informações importantes, como o significado das luzes no painel. O superaquecimento do motor, um problema bastante sério, é identificado por meio dessas luzes.

O indicador avisa quando o motor do carro ultrapassa a temperatura ideal de trabalho, que geralmente é acima de 90 graus. Por isso, fique atenta. Se o ponteiro começar a subir e a luz da temperatura acender, pare o carro imediatamente em um local seguro, de preferência em um posto de combustível.

O superaquecimento acontece por falha no sistema de resfriamento. Então, verifique se existe líquido no reservatório do radiador. Se você o completou há pouco tempo e mesmo assim ocorreu o aquecimento, é sinal de vazamento. Já quando o líquido está na marca correta, o problema pode ser na válvula termostática.

Em todo caso, é preciso procurar o mecânico. Continuar rodando com o carro superaquecido é muito perigoso, pois as elevadas temperaturas podem prejudicar diversos componentes e a conta do conserto vai sair bem mais cara.

3. Não descanse o pé na embreagem

Esse é um vício que muitos homens e mulheres têm ao volante. A mudança desse hábito pode preservar a embreagem do seu carro. Muitas pessoas deixam o carro engatado no sinal, esperando ele abrir para arrancar, por exemplo. Essa atitude desgasta prematuramente o componente e a troca terá de ser feita antes do esperado. Por isso, evite.

4. Cuidado com os fluidos do carro

O veículo tem diversos fluidos fundamentais para seu funcionamento. Eles devem ser verificados frequentemente. Um dos mais importantes é o óleo de motor. Sempre cheque o nível e a viscosidade dele pela vareta. Se a marcação do nível estiver no meio ou abaixo, isso pode indicar vazamento.

Leve o carro à oficina mecânica para investigar. Além disso, é importante realizar a troca do óleo do motor sempre no tempo estipulado, pois rodar com o líquido velho prejudica o funcionamento do veículo.

Outro líquido que merece atenção é o de arrefecimento (ou líquido do radiador). Deixe sempre próximo ao nível máximo. Caso seja necessário completar com frequência, pode existir um vazamento. E, se você não conseguir enxergar o nível por conta da sujeira, está na hora de realizar uma limpeza no sistema.

Por último, verifique o fluido de freio. Esse reservatório também tem marcação para mínimo e máximo. Caso esteja muito abaixo do mínimo, vá a uma oficina, pois completar o nível com óleo diferente pode ser prejudicial ao sistema.

5. Cuide dos pneus e da bateria

Outro cuidado básico muito importante é com o pneu do seu carro. Calibre frequentemente (a cada 15 dias) e na pressão indicada no manual do veículo. Circular com o pneu murcho pode danificá-lo, além de consumir mais combustível. Também é importante realizar alinhamento e balanceamento das rodas e o rodízio dos pneus a cada 10 mil quilômetros.

Com relação à bateria, tome alguns cuidados para que ela dure mais tempo. O principal deles é minimizar o esforço na partida do veículo. Para isso, quando for ligar o motor, desligue os faróis, o ar condicionado, o som e qualquer outro equipamento que necessite de energia. O motor de arranque exige bastante da bateria, então, ter outros equipamentos ligados na hora da partida vai sobrecarregar o componente e diminuir sua vida útil.

É sempre bom ter à mão o telefone de uma assistência 24h, para casos de problemas com bateria, quando o carro tem dificuldades para ligar ou simplesmente não liga. A assistência envia um funcionário para dar uma carga na sua bateria e possibilitar que você dirija até um local apropriado para substituí-la.

Viu como aprender dicas de mecânica é importante para conhecer mais o seu carro? Assim, você não fica com medo de sofrer um golpe na próxima vez que ele apresentar algum defeito. Atualmente, a indústria automotiva oferece cursos de manutenção voltados ao público feminino. Vale a pena estudar e entender mais sobre o assunto!

Suas amigas também têm dificuldade para conhecer e resolver os problemas dos próprios carros? Compartilhe este post sobre dicas de mecânica com elas nas suas redes sociais!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"