Conheça os 7 carros que menos desvalorizam

Nos primeiros anos após comprar um veículo, o motorista só tem a aproveitar  o cheirinho de carro novo, a alta potência, a estética impecável… A sensação de sonho realizado pode até não ter preço, mas um automóvel novo custa caro e, com o tempo, acaba perdendo o seu valor.

Como o uso contínuo provoca alguns desgastes naturais no carro, isso aumenta a necessidade de manutenção e, consequentemente, a sua desvalorização – ou seja, o veículo vai perdendo valor ao longo do tempo.

Ano de fabricação, quilometragem, credibilidade da marca, modelo e resistência nas ruas são alguns dos fatores que reduzem o valor de um automóvel. Contudo, o que muita gente não sabe é que existem alguns modelos que podem ser amigos do seu bolso quando o assunto é depreciação.

Pensando nisso, no post de hoje, separamos os sete carros que menos desvalorizam, para que você fique atento na sua próxima compra e perca menos dinheiro com o passar dos anos. Leia até o fim para conferir!

1. Honda HR-V

O carro mais vendido da Honda no Brasil não poderia ficar de fora dessa lista. Ocupando a 18ª posição nas vendas, o Honda HR-V apresenta uma desvalorização de 9%. Um dos principais motivos para seu custo não decair tanto com o tempo é sua primeira atualização ter sido realizada apenas em 2019, após qautro anos no mercado brasileiro.

Entre as características que chamam a atenção no modelo, estão a suspensão com novo acerto, a cabine com mais isolamento acústico e o câmbio CVT com programação.

2. Honda Fit

Voltando a falar da marca japonesa, o atual automóvel de entrada da Honda no mercado brasileiro é o Honda Fit, que tem uma desvalorização média de 9%. Não é à toa que o modelo é um dos que mais chamam atenção dos clientes quando o assunto é a compra de um novo carro.

Em sua linha 2019, o monovolume conta com luzes de rodagem diurna em LED, central multimídia com tela de 7 polegadas e outras inovações muito úteis no dia a dia, como os sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, além do já conhecido motor 1.5 i-VTEC FlexOne. Essas características fazem com que ele tenha ótimo custo-benefício e, consequentemente, contribuem para uma menor desvalorização.

3. Honda City

Quando um motorista compra um veículo da Honda, a reputação da marca já traz a certeza de que a desvalorização será bem mais baixa do que carros de outras montadoras. Não é à toa que o Honda City também está em nossa lista, com uma desvalorização média de 10%.

Esse sedã compacto, que passou por uma reestilização em 2018 e conta com câmbio manual de cinco marchas e motor 1.5 16V, não se abala frente aos concorrentes e tem um preço que decai pouco com o passar do tempo.

4. Honda CR-V

Outro modelo da Honda a aparecer na nossa lista é o CR-V, crossover topo de linha da marca japonesa. Disponível com motor 2.0 litros, tração 4×4 e câmbio automático, ele pode ser encontrado no mercado brasileiro em uma versão única de acabamento e tem desvalorização média de 10%.

A marca está sempre buscando inovações para seus automóveis e, com o Honda CR-V, não é diferente: a versão 2019 tem Motor 1.5l Turbo 16V DOHC Duplo VTC e aposto em itens que garantem mais modernidade, conforto e segurança para motoristas e passageiros.

5. Honda Civic

Por fim, nada melhor do que fechar a nossa lista com mais um automóvel da marca japonesa: o Honda Civic. Disponível com motor 2.0 i-VTEC FlexOne com 150 cavalos na gasolina e 155 cavalos no etanol, o modelo tem uma desvalorização média de 10%.

Agora que conferiu este post sobre carros que menos desvalorizam, será ainda mais fácil escolher o veículo certo na hora de procurar uma concessionária e adquirir o seu modelo dos sonhos. Mas, além da desvalorização, outros cuidados são muito importantes na hora de escolher o carro ideal. Aí vão algumas dicas:

  • analise o seu orçamento e compre apenas o carro que você pode pagar;
  • alguns veículos podem ser até baratos de comprar, mas acabam mostrando-se muito caros de mater, portanto pense na manutenção do carro escolhido;
  • foque em suas necessidades, e não em seus desejos, pois um carro para pessoas jovens, por exemplo, pode não ser ideal para uma família;
  • observe se vale a pena adquirir um seminovo, pois os zero quilômetros podem ser a primeira opção de muitos motoristas, mas, às vezes, os usados são a melhor escolha para quem busca pagar menos por um modelo mais equipado.

6. Jeep Renegade

O modelo da Jeep, que chegou ao Brasil em 2015 e chama a atenção por contar com motorização turbodiesel e sistema de tração nas quatro rodas, é o carro que menos perde valor, com uma desvalorização média de 6%.

Essa grande característica é principalmente graças à sua enorme popularidade no mercado brasileiro, uma vez que o Jeep Renegade é o oitavo carro mais vendido do país. Além disso, sua versão 2019 passou a contar com grandes novidades para mantê-lo atual no mercado, como visual mais moderno, faróis com iluminação em LED e nova central multimídia.

7. Chevrolet Onix

Carro mais vendido no Brasil em setembro de 2019, o Chevrolet Onix se destaca por ser outro veículo da categoria com a menor desvalorização no mercado. E não é para menos: o hatch compacto apresenta uma desvalorização média de 8%.

O modelo tem design contemporâneo e é equipado com acessórios selecionados para que o carro ofereça ainda mais conforto e segurança, como câmera de ré, comandos internos com nova iluminação, apoio de cabeça central e cinto traseiro central de três pontos.

 

 

Gostou deste post? Que tal receber outros conteúdos sobre o universo automotivo em seu e-mail para ficar sempre antenado? Assine a nossa newsletter e receba em seu e-mail todas as novidades de nosso blog!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"