Conheça os diferentes tipos de blindagem de carro

Com a violência crescente nas cidades de modo geral, recorrer à blindagem de carros vem sendo uma saída para reforçar a segurança de motoristas e passageiros. Trata-se de um processo bastante complexo e, consequentemente, caro; sobretudo dependendo do tipo de blindagem que será escolhido.

Por isso mesmo, recorrer à blindagem deve ser algo muito bem pensado pelo dono do carro, para representar um bom investimento. Acompanhe no post de hoje todos os detalhes sobre o assunto e faça a melhor escolha!

Como é feita a blindagem de carros

O automóvel é totalmente desconstruído, para receber o reforço e proteção. Mantém-se somente a lataria, o painel e o motor.

Na blindagem, retiram-se inclusive a capa interna de teto e forro de bancos e portas, os quais recebem uma camada de polímero, de grossa espessura.  Além disso, há a troca de vidros — que recebem um conjunto de lâminas de vidro combinadas com policarbonato, de maior resistência.

Rodas e pneus ganham camada de plástico reforçado, para evitar esvaziamento fruto de disparo de arma. 

Na sequência, deve haver remontagem de carro com muito cuidado, de modo a conservar características do automóvel vindas de fábrica. Por conta de todo esse processo, já deu para perceber a razão de seus custos serem tão elevados, não é mesmo?

Casos mais específicos poderão receber até mesmo rádios comunicadores, travas especiais e estações de emergência, com extintores de incêndio automatizados.

No Brasil, com o crescimento do mercado e da demanda, muitas empresas oferecem alguns desses opcionais já no projeto de blindagem.

Tipos de blindagem de carros

No país, praticam-se quatro diferentes níveis de proteção de blindagem, a saber: I, II-A, II e III-A, com proteção e resistência crescentes. Os parâmetros de proteção são definidos por normas norte-americanas.

Nível I

Proteção mais básica. Resiste a projéteis de calibre 32 e 38, mas nada superior.

Nível II e II-A

São ambos pertencentes ao mesmo patamar de blindagem. Garantem proteção até 9 mm e Magnum 357 e nada mais elevado.

Nível III-A

Este patamar é 4 vezes mais forte que o primeiro nível, sendo a escolha de 95% do mercado, por razões óbvias — fornece mais segurança a ocupantes de automóveis. Resiste a todos os calibres de armas de mão — submetralhadoras ( pistolas)  9 mm e Magnum 44, inclusive.

Nível IV e V

São os mais elevados do Brasil e estão presentes somente em carros-fortes e de transporte de valores.

Nível VI

Apenas para casos específicos, o veículo tem resistência a granadas, minas de terra e armas químicas. Apenas autoridades internacionais contam com esse tipo de proteção.

Os custos de blindagem de carros

A Abrablin — Associação Brasileira de Blindagem — afirma que, em média, um projeto de blindagem sai a R$ 47 mil. Evidentemente, é apenas uma projeção, já que determinados veículos terão demandas específicas e mais complexas e o próprio nível de blindagem solicitado altera o valor a ser investido.

Blindagem mais barata

Picapes — por exemplo, Fiat Strada e Saveiro Cross — em geral são as contratantes desse serviço. Seu valor, em média, oscila entre R$ 40 a 41 mil. É a preferência do público que deseja alguma proteção, mas não quer que o custo seja tão elevado.

Blindagem de valor médio

Sedãs médios — exemplos: Honda Civic, Toyota Corolla e Volkswagen Jetta — são os principais modelos que buscam esse patamar de blindagem, com projetos de valor médio, oscilando entre R$ 42 a 45 mil.

Blindagem de valor elevado

Os valores que começam em R$ 48 mil e podem chegar a cifras bem mais altas. Para se ter uma ideia, se pensarmos em um veículo como Porsche Cayene, sua blindagem chega a R$ 75 mil.

Os portes desses modelos são maiores, como SUVs e utilitários esportivos. São aqueles modelos que demandam mais cuidado de projeto, com mais detalhes, e em toda a remontagem.

Carros populares e blindagem

Os carros mais populares também podem solicitar blindagem, mas, em geral, apenas as de nível I, II e II-A, com valor-base médio de R$ 20 mil. Embora sejam os níveis de blindagem menos utilizados, se adéquam mais à estrutura desses veículos.

Se a opção for por blindagens superiores, o peso dos materiais sobre a estrutura vai, certamente, prejudicar suspensão e potência. Além disso, os proprietários desses veículos geralmente não estão dispostos a arcar com os valores tão superiores das blindagens dos demais níveis, cujos valores já foram apresentados.

Valor de manutenção de blindagem

É importante levar em conta o seguinte cenário: e se houver um acidente? Como ficam os consertos do automóvel? Bem, o ideal é que a própria empresa que realizou o projeto de blindagem do modelo se responsabilize pela recuperação, pois os materiais internos são diferenciados daqueles emitidos pela fábrica.

Além do mais, os valores ficarão acrescidos de, pelo menos, 20%, em comparação a custos de reparos e recuperações feitos de modo tradicional junto ao fabricante.

É importante lembrar que as empresas que realizam projetos de blindagem oferecem cobertura por apenas 24 meses. Além disso, só cobrem defeitos na própria execução do serviço de blindagem. Qualquer acidente, manutenção do carro ou sinistro deverá ser coberto pelo próprio proprietário e/ou seguradora.

Outros custos do automóvel com blindagem

Outro ponto é o custo habitual do carro que também aumenta — por exemplo, os combustíveis. O carro fica mais pesado, por isso, seu motor é mais demandado para a locomoção. Assim, a queima de gasolina — ou outros combustíveis — é bem mais significativa, fazendo com que os custos de abastecimento aumentem na mesma proporção.

Suspensões e outros elementos do carro também podem sofrer com o aumento de peso sobre a estrutura e podem precisar serem substituídos com maior frequência.

Bem, é um alto investimento, sem dúvidas, mas quanto vale uma vida? E as pessoas que você ama? O que fazer para protegê-las mediante índices de violência crescentes? Certamente, fazer a blindagem de seu veículo é um dos melhores investimentos para a sua tranquilidade. Pense nisso!

Gostou do post sobre tipos de blindagem? Qual seria a sua escolha entre as blindagens disponíveis no mercado? Não se esqueça de deixar seu comentário e até a próxima!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"