Entenda o significado das luzes do painel do seu carro

Para que você tenha tranquilidade com o seu carro, a verificação periódica dos itens básicos — que permitem ao seu veículo funcionar corretamente — é algo de grande importância. E as luzes do painel estão aí justamente para nos auxiliar nessa tarefa, nos alertando caso algo esteja errado.

Os carros, que antes eram basicamente compostos de conjuntos mecânicos e hidráulicos, hoje são bastante evoluídos e contam com auxílios eletrônicos, que permitem mais economia, conforto e segurança. Junto a isso, houve a entrada da central, com a função de integrar e coordenar todas as partes funcionais do veículo, fazendo-as trabalhar de maneira contínua e correta, além de alertar o motorista sobre qualquer alteração.

Neste post, entenda melhor como o carro pode interagir com seu motorista por meio das luzes. Acompanhe!

Como funcionam as luzes do painel?

Para que a central possa operar, diversos sensores foram projetados e instalados em várias partes do carro, verificando itens como o estado das pastilhas de freio, a passagem de ar pelo motor, a temperatura da água, do óleo e do ar, a emissão dos gases pelo escapamento, o ciclo de trabalho interno do motor, a posição das portas, entre outros.

Dessa forma, a central rapidamente reúne as informações e promove o melhor funcionamento possível do conjunto — inclusive em situações de colisão e perda de controle, dentre outras emergências, onde o problema poderá ser minimizado.

É nesse ponto que as já comentadas luzes entram em ação. Elas são uma forma de o carro se comunicar com o seu condutor, indicando possíveis alertas pela cor amarela e emergências pela cor vermelha.

Porém, essa “tecnologia” já existe há um bom tempo. Mesmo antes da entrada das centrais nos veículos, as luzes já estavam disponíveis em quantidade reduzida. Hoje, graças aos diversos sensores utilizados, é bem mais fácil ser alertado caso algo esteja fora do funcionamento correto no motor ou no restante do carro.

Ao acionarmos a partida do veículo, todas as luzes de alerta e emergência devem se acender e se apagar após alguns segundos. Caso isso não ocorra, é necessário compreender o significado do que está sendo exibido no painel.

O que indicam as luzes amarelas?

As luzes amarelas indicam ao motorista uma determinada situação que pode não ter gravidade, porém necessita de alguma atenção — uma vez que podem significar o início de algum problema com o seu carro. A seguir, veja alguns exemplos de alertas indicados por essas luzes.

Baixo nível de combustível

Caso o condutor receba esse alerta, deverá considerar a busca por um posto de combustíveis — principalmente se o destino for mais distante —, pois corre o risco de acabar parado por uma pane seca pelo caminho. É interessante lembrar que ficar imobilizado na via por falta de combustível é infração média de trânsito, passível de multa.

Injeção eletrônica

Apesar de a injeção eletrônica ser muitas vezes pensada somente como o elemento que injeta combustível ao motor, o termo é — na verdade — bem mais abrangente, contemplando a central, os sensores e atuadores.

Quando a luz amarela da injeção eletrônica acende no painel, abre-se um imenso leque de possíveis falhas que podem estar ocorrendo, desde entupimento dos bicos injetores, causado por combustível de qualidade ruim, até mesmo problemas com a transmissão ou no comando de válvulas — itens que poderiam levar a problemas mais sérios no futuro.

Pré-aquecimento das velas

Nos carros “flex”, quando abastecidos com etanol, há uma dificuldade de o motor conseguir utilizar o combustível em dias mais frios e durante a partida. Para tal situação, a luz do pré-aquecimento das velas indica que um sistema de aquecimento do etanol entrou em ação, permitindo o melhor aproveitamento do combustível enquanto o motor não alcança a temperatura ideal. Em alguns casos, até mesmo para carros que possuem o “tanquinho” de gasolina, essa luz pode acender para indicar o consumo da mesma.

O que indicam as luzes vermelhas?

Como uma comunicação mais emergencial por parte do carro, as luzes vermelhas merecem muita atenção. Elas podem indicar algo que pode levar o motorista a alguma situação de perigo, uma vez que algo importante para o correto funcionamento do carro está danificado ou apresentando parâmetros incorretos durante sua operação. Veja, a seguir, alguns exemplos de emergências.

Pressão do óleo do motor

Para que as partes mecânicas do motor do carro trabalhem, elas precisam estar totalmente lubrificadas, o que evita o desgaste prematuro dos componentes ou a elevação extrema de temperatura — a qual ocasiona situações de travamento do motor, como o famoso “motor fundido”.

Para acender essa luz, um dos sensores detectou que o fluxo de óleo que passa pelo motor não está com a pressão necessária e correta, possivelmente por falha na bomba de óleo, folga em algumas partes internas do motor, ou até mesmo quando o motor já está superaquecido.

Bateria

Algo fundamental para o correto funcionamento das partes eletrônicas de nosso carro, a bateria tem vida útil e necessita ser substituída com certa periodicidade, variando conforme a utilização e conservação — normalmente, entre dois e três anos de uso.

Essa luz poderá se acender caso exista algum problema nela ou, até mesmo, no alternador. Caso a sua bateria já esteja acima do prazo estipulado, é recomendada sua verificação e possível substituição.

Fluído de freio

Essa luz pode ter dois significados, porém ambos ligados ao sistema de freio. No caso mais comum, significa que o freio de estacionamento está acionado e seu veículo não deve se movimentar.

Porém, caso ele não esteja acionado e a luz de fluído de freio acenda, normalmente é sinal de que existe menor quantidade de fluído de freio do que o necessário para o funcionamento do sistema.

Cabe aqui informar que o sistema de freios trabalha sobre pressão hidráulica e, caso exista algum problema com o fluído, não existirá pressão suficiente para a frenagem das rodas — fazendo com que seu veículo pare muito tempo depois do que o necessário, podendo causar grandes acidentes.

Os símbolos indicados pelas luzes do painel são, em sua maioria, universais. Porém, é recomendado utilizar o manual de instruções do próprio carro para fazer a checagem das mesmas quando acesas no painel.

Caso alguma luz emergencial ou até mesmo de alerta se acenda, é conveniente procurar por auxílio profissional o quanto antes, sendo pertinente até mesmo encostar em local seguro e desligar o veículo nos casos mais graves — como de baixa pressão de óleo ou superaquecimento. Com isso, será mais fácil resolver o problema e evitar que grandes danos aconteçam.

Gostou de aprender sobre as luzes do painel? Então, compartilhe este artigo com seus amigos nas suas redes sociais!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"