Farol automotivo: fique por dentro de 7 cuidados essenciais

Carros exigem diversos cuidados por parte de seus motoristas. Além de ser necessário se preocupar com as peças para garantir seu bom funcionamento, também há muitos detalhes que impactam a sua segurança durante a viagem e, por isso, são exigidos por lei. Bons exemplos disso são a presença e a manutenção do farol automotivo do veículo.

Os faróis, como você já deve saber, são partes fundamentais presentes em qualquer carro em circulação. Essas luzes ajudam a guiar durante a noite, além de também mostrarem a direção do veículo quando se está em uma estrada longa. Tudo isso evita acidentes e melhora a viagem para o motorista.

Como também mencionamos, tomar conta dos faróis é uma exigência da lei. Sendo assim, caso haja algum defeito neles enquanto você dirige, você pode receber uma multa. Para evitar isso, é preciso estar sempre atento ao seu funcionamento.

Neste post, listamos 7 dicas simples para cuidar melhor de um farol automotivo. Confira.

1. Aprenda como os faróis funcionam

Isso pode ser algo bem simples, mas que já fará uma boa diferença na forma como você cuida do seu carro. Boa parte dos erros envolvidos na conservação de qualquer peça ocorre justamente quando o proprietário não tem uma boa noção de como ela trabalha e de como algumas de suas ações podem impactar seu funcionamento.

Para que você não caia nesse tipo de armadilha, o melhor a fazer é conhecer o funcionamento dos seus faróis. Leia o manual do veículo e se informe na hora da aquisição para ter certeza dos detalhes. Não custa nada ter esse tipo de prevenção.

2. Faça o polimento regularmente

Existem dois tipos de lentes de farol automotivo mais comuns hoje em dia: as feitas de policarbonato, material usado nos modelos mais recentes, e as de vidro, que eram utilizadas em carros mais antigos. Em todo caso, é necessário tomar os devidos cuidados com o polimento e a limpeza das lentes no seu dia a dia. Se elas ficarem muito sujas ou danificadas, você perderá visibilidade.

Para garantir a melhor preservação dessas lentes, é importante fazer a manutenção regular do carro, sempre com produtos adequados para cada material. Ressaltamos que a limpeza e o polimento do policarbonato são levemente diferentes do processo realizado na superfície de vidro.

3. Verifique a vedação

Como você já deve saber, a lâmpada do farol fica dentro da lente, completamente recoberta. Isso evita que pequenos objetos, como fragmentos de pedras, danifiquem a lâmpada. Além disso, por estar isolada do ambiente externo, ela também não é afetada por poeira e outras partículas que poderiam prejudicar sua parte elétrica.

Porém, para que ela fique preservada, o espaço entre a lente e a lâmpada deve estar bem selado. Antes de viajar e durante qualquer pequena manutenção, vale a pena também verificar a vedação dos faróis e garantir que não há nenhuma fenda entre a peça e a lente. Se houver algum problema, corrigi-lo imediatamente sai muito mais barato.

4. Faça a regulagem das lentes e lâmpadas

Pode parecer que o farol automotivo é uma peça estática, mas ele precisa ser regulado para funcionar adequadamente, assim como qualquer outro componente do veículo. Com o tempo, pode ser que ele fique desalinhado em relação à lâmpada, os fios podem se desgastar, entre outros defeitos comuns que não são difíceis de remediar.

A frequência ideal para a verificação e a regulagem das lentes e lâmpadas é de 3 em 3 meses, no mínimo, ou a cada dez mil quilômetros rodados. Você pode realizar o procedimento junto com qualquer outra manutenção, como a troca de óleo ou do filtro de ar.

pecas
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

5. Use lâmpadas compatíveis

Há vários modelos de veículos no mercado. Consequentemente, também há muitos modelos de lâmpadas para faróis e cada um deles é pensado para um tipo específico de veículo e suas necessidades.

Muitos motoristas cometem o erro de utilizar lâmpadas genéricas e não compatíveis com seus automóveis, o que pode levar a várias complicações. Pode ser que a voltagem não seja adequada e que isso faça com que a lâmpada queime prematuramente. Também pode ocorrer da lâmpada não se encaixar adequadamente na base, o que faz com que ela se solte dentro do compartimento.

6. Tenha cuidado com a luz e a chuva

Outra coisa que você deve ter sempre em mente sobre o seu farol automotivo é que, devido ao seu material, ele é afetado de forma diferente pelo clima. Locais muito quentes, com incidência de luz direta, podem deformar parcialmente a lente ou desgastar a lâmpada em seu interior. Chuva intensa, por sua vez, além de desgastar, pode também entrar na lente, caso haja alguma fenda.

Ao estacionar, fique atento à luminosidade do local e verifique as lentes depois para ter certeza de que não houve nenhum dano extensivo. O mesmo vale para quando você dirige em um dia chuvoso. Por outro lado, se você pretende deixar o veículo parado por algum tempo, o melhor a fazer é cobri-lo para que ele fique protegido.

7. Saiba a hora de fazer a troca da lâmpada

Eventualmente, a lâmpada vai se desgastar e você precisará comprar uma nova. Porém, esperar até que ela apresente algum defeito no meio da estrada não é uma opção muito responsável. Sendo assim, o ideal é ter uma ideia do tempo de vida da lâmpada e sempre fazer a troca antes desse prazo.

Como já mencionamos, é importante escolher apenas lâmpadas compatíveis na hora de fazer a substituição. Se você estiver em dúvida, o recomendado é procurar um especialista, ou seja, alguém que entenda como funciona o sistema elétrico e que conheça a marca certa para o seu carro. Especialmente se ele tem um design único.

Com essas dicas, você já consegue manter o farol automotivo do seu veículo funcionando com mais facilidade. E se você estiver procurando ajuda, sabia que pode ir a qualquer momento no setor de pós-venda da concessionária Honda HPoint e realizar esses reparos.

Tem mais alguma dúvida ou uma dica própria para tomar conta dos faróis automotivos? Deixe um comentário logo abaixo, queremos ouvir sua opinião!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"