Financiamento de carro para negativado: é possível?

São muitos os motivos que nos levam a não honrar um compromisso financeiro. Independentemente deles, ficar com restrições ao nosso nome é uma situação que nos coloca diante de cobranças constantes e a dificuldade de se obter crédito na praça. Até o financiamento de carro para negativado é mais difícil.

Por esse motivo, preparamos este artigo que tira todas as dúvidas para quem deseja financiar um automóvel e está com restrições no CPF. Nele, explicamos como tentar o financiamento, de que modo as suas dívidas podem ser renegociadas e a importância de se fazer um bom planejamento e controle financeiro.

Será que é possível financiar um carro para quem está com restrições de crédito atreladas ao CPF? Continue a leitura e descubra.

O CPF está negativado, e agora?

O Cadastro de Pessoa Física (CPF) é um dos principais documentos que nós, brasileiros, temos. Esse número é atrelado aos contratos que estabelecemos, seja de compra ou venda de produtos, bens e serviços. Quando deixamos de honrar com o pagamento desses contratos, o nosso CPF pode ser cadastrado nas agências de proteção ao crédito.

As duas mais famosas são o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa Experian. As empresas nas quais temos dívidas enviam o número do nosso CPF para essas agências, que alimentam bancos de dados compartilhados entre diversas organizações. Desse modo, podemos ser impedidos de obter crédito em outras instituições.

Posso tentar o financiamento mesmo com restrições?

Pode, mas as chances de ser recusado são maiores do que se você estivesse com o pagamento das suas contas e dívidas em dia. Uma das alternativas é tentar junto às pequenas instituições financeiras. Algumas podem não vetar o financiamento veicular se você tiver uma boa renda.

Destacamos que essa não é uma jornada fácil, pois você deverá percorrer muitas instituições financeiras até encontrar aquela disposta a conceder o crédito. Outra possibilidade é efetuar o financiamento em nome de uma terceira pessoa, de inteira confiança — afinal, o veículo será dela até que você quite as parcelas.

Para que não aconteçam problemas nessa negociação, redija um contrato de compra e venda documentando que você está comprando o veículo dessa pessoa e que o acordo é passá-lo para o seu nome assim que todo o financiamento for pago. Isso deixa a situação mais transparente e, ao mesmo tempo, legalizada.

Se você tiver empresa, também pode tentar o financiamento usando o CNPJ. Essa tentativa é válida, desde que a sua empresa também não tenha dívidas ou problemas com a Receita Federal. Nesse caso, o automóvel passa a ser considerado como patrimônio dela — o que não impede você de usar.  

Como retirar as restrições do CPF?

A melhor solução para que você consiga financiar o carro em seu nome é retirando as restrições do CPF. Por mais alto que seja o valor, entre em contato com a empresa que cadastrou o seu nome nas agências de proteção ao crédito e proponha um parcelamento. O pagamento da primeira parcela já será suficiente para que o seu nome fique limpo.

Algumas empresas afirmam que a retirada do seu CPF das agências que protegem o crédito só poderá ocorrer depois que a dívida estiver totalmente quitada. Saiba que isso é uma inverdade, pois, por lei, elas têm até 5 dias úteis após o pagamento da entrada para retirar a acusação de dívida atrelada ao seu CPF do SPC e Serasa.

Por que é importante renegociar as dívidas?

Quando ocorre o descontrole financeiro e surgem as dívidas, fica difícil encontrar uma solução. Independentemente do motivo que o levou a não honrar com os seus compromissos financeiros, é muito importante chamar os credores para que possam renegociar os valores devidos. Assim como você, eles também querem resolver a situação.

Uma das vantagens de tomar essa atitude é que você passa a pagar menos juros, pois a dívida para de crescer. O credor também pode oferecer um bom desconto para o pagamento à vista. Isso permite reorganizar o seu planejamento financeiro para ficar com tudo em dia e o CPF livre de restrições.

Como fazer o planejamento e o controle financeiro?

Baixe uma planilha ou um aplicativo para o seu smartphone de controle financeiro. Acompanhe mensalmente as receitas e despesas, anotando as entradas e saídas de dinheiro. Observe os seus hábitos e tente adequá-los conforme a sua condição econômica, ou seja, nada de gastar mais do que ganha — muito menos fazer novas dívidas.

Na hora de comprar um produto ou contratar um serviço, não se contente com a primeira oferta que ouvir. Aprenda a comparar preços! Use a internet para facilitar esse processo. Quando estiver com vontade de comprar algo, questione-se da real necessidade dele e leve um tempo para pensar — 30 dias, no mínimo.

Crie um planejamento financeiro. Estabeleça metas e objetivos para que você possa alcançá-los. Se o seu desejo é financiar um automóvel, programe-se para isso! Em vez de estabelecer metas impossíveis, comece pelas mais fáceis e aumente o grau de dificuldade aos poucos.

Não se esqueça de contabilizar no seu planejamento financeiro o ato de economizar, por dois motivos: as contas e impostos anuais como o IPVA e IPTU e os imprevistos. Se o planejamento estiver em uma ferramenta online, isso facilitará o seu acompanhamento e o consequente controle do dinheiro que ganha.

Por que devo manter todas as finanças em dia?

Manter as finanças em dia ajuda a planejar o futuro. O controle financeiro imprescindível para que você tenha uma boa relação com o próprio dinheiro, vivendo de acordo com as suas condições e evitando endividamentos desnecessários. Fazer esse controle também é uma excelente forma de organizar o seu orçamento.

Quem está com as finanças em dia é visto pelas empresas como bom pagador, ou seja, tem mais acesso às linhas de crédito e financiamento de bens, como o automóvel. Com base na sua saúde financeira, instituições como o Serasa calculam uma pontuação para estabelecer o seu perfil como comprador.

Essa pontuação vai de 0 a 1000, indicando a probabilidade que você tem de honrar com os seus compromissos financeiros ou não. Bancos, lojas e demais empresas usam essa informação como base para conceder ou não crédito. Ao manter o controle financeiro, você demonstra ao mercado que está apto para obter o desejado financiamento.

O financiamento de carro para negativado não é algo impossível. Entretanto, o melhor caminho que você pode seguir é a renegociação das suas dívidas para que o seu histórico como pagador seja sempre positivo.

Aproveite para ler este outro artigo que mostra como escolher o financiamento do seu automóvel.  

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"