Fique por dentro dos carros que menos perdem valor de revenda

Você sabia que um carro já perde seu valor de revenda no momento em que sai da concessionária? Entretanto, essa queda varia de acordo com o modelo em questão.

A seguir, listaremos algumas das opções de automóveis que menos sofrem com a oscilação de preço, para que você já possa escolher seu novo carro pensando no momento em que terá de vendê-lo.

Interessou-se pelo assunto e quer saber mais? Continue a leitura e confira o conteúdo que preparamos!

Fatores que influenciam no valor de revenda

Não é apenas o modelo que pode induzir um automóvel a valer menos no mercado: algumas atitudes e características são capazes de fazer com que ele perca consideravelmente seu preço de revenda. A seguir, confira as principais.

Quilometragem

Carros com quilometragens muito altas têm dificuldades para encontrar novos donos. Isso porque tal característica mostra que o automóvel é antigo e gasto, mesmo estando em bom estado de conservação.

Estado de conservação

O primeiro detalhe que um comprador interessado no seu automóvel olhará será o aparecimento de manchas ou riscos na lataria. Em seguida, ele fará um apanhado geral da qualidade de conservação na qual o carro se encontra.

Portanto, faça o possível para evitar que arranhados e manchas fiquem no seu veículo. Até mesmo o menor dano pode resultar em uma oferta de preço mais baixa do que a geralmente oferecida no mercado por modelos semelhantes.

Manutenção

Ninguém quer comprar um carro usado que esteja todo danificado e sem revisões regulares — a menos que seja especificamente para desmanche. A razão é simples: a chance de o veículo apresentar problemas é muito alta.

Se problemas forem encontrados, o valor do conserto pode ser bancado pelo novo dono, que já descontará essa quantia no lance de compra. Por isso, sempre leve seu carro para a vistoria nos períodos indicados pelo fabricante e confira se todas as ferramentas ou peças estão funcionando corretamente.

Conservação interna

A parte de dentro do seu veículo também precisa ser conservada. Rasgos nos bancos, problemas no rádio, restos de comida dentro da cabine e muitas outras questões podem fazer com que seu automóvel perca consideravelmente o valor de revenda ou, até mesmo, com que o cliente desista de compra.

Cor

A coloração da lataria também pode fazer com que o carro demore um pouco mais para encontrar um novo dono. Isso acontece porque certas cores tornam a sujeira mais evidente ou são mais visadas por criminosos, pela facilidade de camuflagem no trânsito.

Por isso, prefira tons mais neutros, como branco, preto ou cinza. Essas colorações são bem aceitas no mercado e permitem que você consiga pedir o valor de mercado pelo seu automóvel.

Presença de acessórios

Por mais que pareça uma boa ideia adicionar vários acessórios e equipamentos ao seu veículo, é bastante comum que automóveis com modificações que não vieram de fábrica tenham seus preços reduzidos no mercado.

Vale lembrar que tais mudanças podem afetar diretamente a segurança e a potência do veículo. Alterações na estrutura do carro, como o rebaixamento ou a adição de itens paralelos ao seu exterior, são os que mais sofrem repúdio por parte dos compradores.

Modelos de carros que menos sofrem depreciação de preço

Como já mencionamos, alguns modelos acabam sendo mais aceitos no mercado de revenda e conseguem bons preços na revenda. Por isso, confira abaixo os carros que são bons negócios até mesmo na hora de nos desfazermos deles.

Honda HR-V

Ele é considerado o crossover mais vendido no mercado. Por ser tão comum, o Honda HR-V acaba tendo uma boa procura pelas pessoas que querem carros já usados, pois assim fica bem mais fácil encontrar peças de reposição.

Sua porcentagem de desvalorização pode chegar a apenas 4,5%, permitindo que você consiga um bom preço até mesmo com os tops de linha do modelo.

Honda CR-V

Por falar em top de linha, o CR-V, é o modelo número 1 da marca japonesa. Ele conta com um design bastante sofisticado e imponente, além de conseguir bons desempenhos em diferentes terrenos.

O modelo também dá um verdadeiro show nos quesitos de conforto e segurança, já que traz um espaço interno bem amplo e tecnologias de última ponta. Sua porcentagem de desvalorização está na marca dos 10,1%, o que garante a venda pelo valor de até 133 mil reais com apenas um ano de uso.

Honda City

Um dos mais famosos sedãs da Honda não poderia ficar de fora desta lista. Atualmente, o City é considerado o décimo carro que menos sofre desvalorização no Brasil, sendo possível revendê-lo por preços em torno de 72 mil reais após um ano de uso.

Honda Fit

O Fit também tem uma baixa porcentagem de desvalorização, além de seu modelo 2018 esbanjar conforto, segurança e design para os usuários. O carro é conhecido por seu amplo espaço e bagageiro, que permitem fazer viagens com toda a família sem a necessidade de economizar nas malas.

Jeep Renegade

O potente modelo 4×4 é bem recebido pelo público de usados. O carro sport traz câmbio manual de cinco marchas, sistema de marcha com seis autofalantes, piloto automático e rodas de liga aro 17.

Tecnológico e com amplo espaço, o Renegade é uma ótima forma de se aventurar por terrenos mais irregulares, mas, ainda assim, garantir conforto e segurança a você e seus passageiros.

Chevrolet Onix

Considerado o carro líder de vendas por três anos no Brasil, o Onix é o modelo “feito para os dias de hoje”. Ele consegue se adaptar muito bem aos principais tipos de terrenos e tem as características que o motorista atual espera de um automóvel.

Agora você já sabe um pouco mais sobre os fatores que podem levar o veículo usado a ter seu preço diminuído no mercado e os modelos que menos sofrem com a desvalorização, não é mesmo? Escolha seu próximo carro com a certeza de que, quando precisar trocá-lo, conseguirá um valor de revenda justo e terá ajuda para comprar seu novo companheiro de viagens.

E então, gostou de nosso artigo? Interessou-se por algum dos modelos Honda? Não perca mais tempo: entre em contato conosco!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"