Óleo de motor: quanto tempo um carro consegue rodar sem óleo?

O óleo de motor é fundamental para o bom funcionamento do veículo e permite que as peças do propulsor rodem sem que ocorram atritos desnecessários e, consequentemente, danos graves.

A verdade é que não se pode rodar com o veículo sem óleo. Em um teste, identificou-se que foi possível andar até 17 minutos sem o fluido, mas os estragos são grandes mesmo antes desse tempo.

A seguir, veja os perigos de não cuidar dessa manutenção e entenda o motivo de nunca querer ver, na prática, um carro rodar sem óleo de motor.

Consequências graves de andar sem óleo de motor

Como todo cuidado é necessário e a manutenção preventiva é o único caminho para evitar dores de cabeça, saiba que o extremo que pode ser causado pela falta de óleo é o do motor literalmente explodir. Peças podem danificar até mesmo o capô do veículo.

Como esse líquido consegue remover o calor gerado pela fricção de peças, protege superfícies contra qualquer tipo de objeto que atrapalhe o funcionamento do motor e, ainda, ajuda a eliminar limalhas, sujeira e carbonização.

A ausência de óleo deixa o propulsor indefeso de ações que sempre aparecem quando o carro está ligado.

Nessa função de resfriador de partes internas, o óleo garante que nada dilate a ponto de sair das medidas de fábrica. Essas medições garantem o funcionamento correto de bielas e outros componentes.

A dilatação é o que causa um barulho áspero e alto dentro do motor. O que surge depois disso é, provavelmente, uma fumaça, que vai dar o sinal de que tudo foi detonado embaixo do capô do carro. Ao ouvir um som desses, chame o guincho e não continue rodando.

Nesse cenário, o conserto é um só: a troca completa do motor. E mesmo em carros novos, na garantia, se houver falta de óleo por problema que não for técnico, o defeito não será coberto.

Se o carro rodar com óleo abaixo do nível, estragos também devem acontecer. A reparação talvez seja menor, com a necessidade de troca de bronzinas, tuchos de válvulas, entre outras partes.

Vale novamente bater na tecla da manutenção, porque ela sai mais em conta que qualquer dano que afete diretamente o motor.

Cuidados necessários

Garantir bom funcionamento do carro e um motor em dia exige cuidados básicos. Ficar atento ao prazo de troca de óleo é um deles.

Existem óleos adequados para o tempo que o veículo tem e o tanto de quilômetros rodados. Cada um exige um prazo específico para ser trocado. A vareta indicadora do nível do fluido deve ser verificada regularmente, principalmente antes de viagens longas.

O reservatório do óleo do motor (também chamado de cárter) é localizado embaixo do veículo, e, mesmo que o carro possua protetor, ele pode ficar amassado.

Buracos grandes e lombadas podem causar essa situação. Se isso ocorrer, o nível é afetado e pode causar uma lubrificação insuficiente. A única forma de corrigir esse defeito é desamassar o cárter ou substituí-lo.

No painel, há também indicador de que o óleo está no ponto certo ou não. Essa luz acende durante a partida e precisa apagar rapidamente. Se ela permanecer acesa, significa que algo está errado e é hora de procurar a concessionária.

Importância de manter o óleo em dia 

Ao descobrir até aqui a função do óleo do motor e os cuidados que são necessários para manter essa parte fundamental do veículo em bom funcionamento, saiba que colocar qualquer tipo de fluido no cárter não elimina graves ocorrências.

As montadoras passam recomendações que devem ser seguidas para otimizar a durabilidade do propulsor. Portanto, respeite os períodos indicados para a troca do óleo. Quando ele fica velho, uma consequência é a perda das propriedades de resfriador do calor gerado pelo atrito.

Cometer algum deslize no cuidado com o óleo de motor vai dar trabalho e muito gasto.

Orientações como essas valem tanto para motoristas mais jovens — que tendem a não se atentar para essas situações, até pela falta de conhecimento — quanto para os experientes — que, no dia a dia corrido, podem deixar os prazos escaparem.

Este post foi útil para você? Então, não perca as atualizações: siga as nossas redes — FacebookTwitter e YouTube!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"