Polimento e cristalização: entenda a diferença entre esses serviços

Se você é apaixonado pelo seu carro, já deve ter pensado em contratar algum serviço para proteger a sua pintura e manter a aparência de novo, certo? Esse tipo de cuidado, além de evidenciar que o veículo é bem cuidado, também é importante para mantê-lo valorizado, servindo como um grande diferencial na hora de uma eventual negociação.

Atualmente, os serviços de polimento e cristalização estão entre as alternativas mais procurados pelos motoristas zelosos. Mas você sabe quais são as diferenças entre essas duas opções?

Para ajudar você com essa dúvida, vamos explicar neste post como funciona cada um dos processos. Então, continue lendo e garanta a escolha do serviço certo para o seu carro!

Como funciona o polimento

Uma das técnicas mais tradicionais para quem quer cuidar da aparência do veículo, o polimento consiste na aplicação de uma massa abrasiva na superfície da lataria. Nesse processo ocorre a remoção da camada superficial de verniz, que é responsável pelo aspecto opaco e apagado da pintura. O resultado é a recuperação do brilho e o visual renovado do veículo.

O polimento é indicado para veículos que apresentam manchas leves na pintura, como aquelas causadas pela exposição ao sol ou por dejetos de aves, mas também vale para encobrir riscos mais superficiais, recuperar o brilho da pintura e melhorar o aspecto de carros que foram repintados.

Para isso, deve ser utilizada uma lixadeira automotiva, também conhecida como politriz, que atinge altas rotações e garante um resultado uniforme. Nos casos em que as imperfeições são mais difíceis de remover, é possível optar ainda pelo uso da lixa d’água bem fina no processo. No entanto, é preciso ter em mente que isso pode remover de forma mais acentuada uma parte do verniz da pintura, causando um efeito diferente do esperado.

O serviço de polimento costuma ser orçado de acordo com o tamanho do veículo: para um carro médio, é possível encontrar preços que vão de 250 a 300 reais. Nessa cotação, contudo, também é levada em conta a situação da pintura, que pode encarecer o serviço se estiver muito deteriorada.

O que é a cristalização

Diferentemente do polimento, que remove materiais da superfície da lataria, o processo de cristalização adiciona uma camada de proteção à pintura do veículo. Para isso, é utilizado um tipo especial de resina, que não reage em contato com o verniz e tem menos chances de causar algum tipo de avaria.

Por essa razão, o procedimento não é capaz de remover riscos ou resolver problemas de continuidade da pintura. Sua principal função é aumentar a durabilidade da tinta existente e realçar o seu brilho, conferindo um visual mais bonito ao veículo. Outro benefício é a proteção contra futuros arranhões que poderiam danificar a pintura original.

Também chamado de espelhamento, o processo começa com a aplicação de cera após a lavagem do veículo. Posteriormente, é preciso utilizar uma solução desengordurante para remover qualquer resíduo que possa estar impregnado à pintura. Feito isso, finalmente pode ser aplicada a resina acrílica, que é o composto próprio para o serviço de cristalização.

Esse procedimento é indicado para carros com alguns anos de uso, pois a pintura se torna mais frágil à ação do tempo. Em média, o motorista desembolsará entre 300 e 350 reais pelo serviço, que pode ser realizado sempre que se achar necessário.

Os cuidados a serem tomados em cada serviço

Por mais que os serviços de polimento e cristalização sejam indicados para a conservação da pintura do veículo, é fundamental observar alguns cuidados importantes antes de submeter o seu carro a qualquer um deles.

O polimento

No caso do polimento, é preciso considerar que o uso de substâncias químicas abrasivas pode causar danos, principalmente se a técnica for realizada muitas vezes. Por isso, é importante que esse tipo de serviço seja feito com moderação. O ideal é realizá-lo, no máximo, 3 vezes durante toda a vida útil do veículo.

Durante esse procedimento, podem surgir marcas indesejadas caso a politriz seja mantida por muito tempo em uma mesma região, revelando o fundo branco da lataria. Os vincos e as curvas também precisam de atenção, pois podem ficar marcados se o serviço for feito de maneira inadequada.

Em pinturas de tonalidade escura — como preto, azul-marinho, chumbo e marrom — o cuidado deve ser redobrado. Isso porque, nesses veículos, uma aplicação mal feita fica muito mais aparente, podendo frustrar os planos de quem pretendia recuperar o visual do carro.

A cristalização

Para aqueles que optarem pela cristalização, as exigências são menores. Como os produtos utilizados não são abrasivos, o procedimento pode ser realizado quantas vezes o proprietário do veículo considerar necessário, baseando-se apenas na questão estética para tomar essa decisão.

Seja como for, procurar um profissional de confiança é um cuidado indispensável em ambos os casos. Afinal, como dissemos, um serviço mal feito pode resultar em grandes danos ao veículo, e que não costumam ser cobertos pelos planos de seguro automotivo.

Como escolher entre polimento e cristalização

Para escolher o serviço certo para o seu veículo, é preciso levar em conta o estado da pintura e o resultado que você espera.

Se o seu objetivo for remover manchas e arranhões não muito profundos, ou mesmo recuperar o brilho que o veículo apresentava quando era novo, o polimento pode ser a opção certa. Agora, se você procura uma medida preventiva para manter a pintura sempre protegida, o ideal é apostar na cristalização. Quem desejar um tratamento completo no veículo pode até contratar os dois serviços — basta considerar que o polimento deve ser realizado antes.

Enfim, agora que você já conhece as diferenças entre os serviços de polimento e cristalização, temos certeza de que ficou muito mais fácil escolher a melhor opção para o seu carro! Lembre-se das nossas dicas para aproveitar ao máximo o procedimento escolhido.

Então, gostou do nosso post? Se você não quer perder as nossas próximas dicas para te ajudar na conservação do seu veículo, é só seguir as nossas páginas nas redes sociais! Estamos no Twitter, no YouTube e no Facebook! Linkedin

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"