Potência de carro: o que levar em consideração na compra?

Quem está pensando em comprar um carro deve ter se deparado com diversas siglas e nomes desconhecidos usados pelos fabricantes para divulgar o desempenho de cada modelo. Assim, pode ser difícil saber como escolher o motor ideal e a sua potência.

Para esclarecer essas dúvidas é preciso entender os significados e os números que se relacionam com a potência de um motor, como as cilindradas, cavalos, torque, válvulas e litros. Neste post, você saberá mais sobre o assunto e poderá escolher qual a potência de carro necessária para você. Confira!

Cavalos

No Brasil, a potência de um motor é definida em cavalos. Esse termo surgiu devido ao trabalho dos equinos nas minas de carvão inglesas, no século XVIII. Isso porque, antes da criação de máquinas, os cavalos puxavam baldes e carroças com produtos por meio de um sistema de roldanas, cordas e rodas.

Dessa forma, é natural que a potência dos motores fosse comparada a força dos cavalos. Quem teve essa ideia foi o inventor escocês James Watt, que trabalhou no desenvolvimento de máquinas e calculou que um equino conseguia subir em média 100 quilos de carvão a uma certa altura por minuto. Para generalizar a medida, James aumentou a carga em 50% e definiu a unidade de “cavalo de potência” como a força para levantar 150 quilos por 30 metros em 1 minuto.

A grandeza se tornou popular e é chamada de Horse Power, ou Potência em Cavalos. Atualmente, 1 HP (horse power) significa que o motor de um carro é capaz de erguer 75 kg, a 1 metro de altura em 1 segundo. Dessa forma, quanto maior o número de cavalos, maior será a potência, ou seja, move-se mais peso em uma velocidade maior.

Os automóveis que possuem desempenho alto possuem, em média, 350 a 450 cavalos de potência. Os veículos comuns, de uso urbano, apresentam normalmente de 100 a 120 horse power. Portanto, uma maior potência permite a um veículo que ele alcance boas velocidades em menos tempo.

Torque

No Brasil, o Torque é medido por quilograma força vezes metro (kgf.m). Essa também é uma medida de força do motor. Isso porque, quanto maior o torque, melhor e mais rápido o automóvel responderá as acelerações de seu condutor.

Essa grandeza é medida usando-se um dinamômetro. Para isso, é colocada uma carga sobre o motor. Normalmente um freio impede que as rodas girem, e após, é medida a força de torção que o motor faz sobre a carga. O torque é medido em diferentes revoluções por minuto (RPM) ou velocidades. Depois disso, os dados encontrados são jogados em uma fórmula que calcula a potência do motor do veículo.

O torque é especialmente usado por ser fácil e simples de medir. Como mencionado, ele pode ser avaliado quando há trabalho, ou seja, quando a carga não é um freio e move-se um objeto. Quanto mais torque produzido, maior é o potencial do motor de gerar trabalho.

Assim, ele é importante na escolha de veículos de transporte que realizam trabalho pesado, como ônibus e caminhões, assim como de veículos leves, para o dia a dia. Isso porque, quanto maior um cilindro, mais torque ele gera, conseguindo deslocar mais peso em rotações baixas.

Porém, para ter um torque alto, é preciso que o veículo tenha cilindros grandes e, assim, uma menor quantidade de rotações por minuto.

Cilindradas

As cilindradas são medidas em centímetros cúbicos e se referem a capacidade dos cilindros de um motor de armazenar determinado volume de uma mistura de combustível e ar. Um carro que possui 4 cilindros com capacidade de receber 250 centímetros cúbicos terá 1000 cilindradas, por exemplo.

Os modelos novos estão sendo equipados com um menor número de cilindros com maior volume, o que permite um número de cilindradas semelhantes. Isso acontece com um carro que possui 3 cilindros com capacidade de 333 centímetros cúbicos e possui 999 cilindradas. Essa medida é feita porque assim é possível ter um torque maior.

Quanto mais cilindradas um veículo possui, maior é o gasto com combustível para manter o motor funcionando perfeitamente. Assim, baixas cilindradas, como a citada no exemplo acima, são indicadas para carros que trafegarão por vias urbanas. No entanto, automóveis com cilindradas altas (1.600 e 2.000, por exemplo) são indicados para quem dirigirá por vias que permitam velocidades maiores, visto que rodovias amplas e sem paradas proporcionam um melhor desempenho.

Litros

É muito comum compararmos os litros de um carro com a potência. Afinal, o conhecimento popular afirma que um carro 1.0 terá maior dificuldade para subir uma serra, por exemplo, enquanto um 1.6 será mais potente nessa tarefa.

Esses números são uma outra forma de dizer as cilindradas. Dessa forma, um carro 1.0 possui capacidade de 1 litro de mistura de ar e combustível em seus cilindros, o que corresponde a 1000 centímetros cúbicos de volume interno.

Válvulas

As válvulas de um automóvel são responsáveis por permitir a entrada de ar nos cilindros para a combustão e a posterior saída de gases. Assim, um motor com maior número de válvulas permite que um cilindro troque gases de forma mais rápida, além de propiciar uma maior admissão de ar.

Assim, em ciclos mais lentos (velocidades menores), o motor terá baixa rotação, o que pode atrapalhar a mistura de ar e combustível nos cilindros, visto que a proporção não será ideal. Desse modo, um veículo de 8 válvulas é indicado para essa situação, pois perderá torque em rotações mais altas.

No entanto, com um carro de 16 válvulas acontecerá o contrário, ou seja, terá melhor rendimento em rotações mais altas, perdendo torque apenas em rotações mais baixas. É por esse motivo que um automóvel de 8V é indicado para a cidade, visto que a rotação nesse ambiente é mais baixa e, assim, entrega-se melhor torque de um modo mais rápido.

Em contrapartida, o carro de 16V é ideal para rodovias e estradas, onde há um maior número de rotações por minuto. Assim, há maior potência para as ultrapassagens exigidas nesse cenário.

Esses e outros termos são essenciais para definir a potência de um carro e qual veículo será escolhido. Antes de escolher um novo modelo, pesquise bastante e faça comparações. Afinal, só assim é possível descobrir como é a real performance de um carro e outras características, como a manutenção e o seu consumo.

E então, restou alguma dúvida sobre potência de carro? Conte sua experiência para nós nos comentários abaixo!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"