Saiba como funciona o freio ABS e entenda as diferenças para outros freios

O freio é um dos principais componentes da segurança de um veículo. Embora pareça de simples funcionamento, o sistema é bem complexo e exige manutenção constante.

Ele consiste, basicamente, na conversão de pressão hidráulica em mecânica. O pedal é a forma de acionamento do sistema de frenagem, que ativa um circuito fechado de fluido que vai desde o cilindro geral, ligado ao pedal, até os cilindros acessórios, ligados às rodas.

Assim, é possível fazer com que o carro diminua a velocidade gradativamente até que o automóvel fique imobilizado. Esse mecanismo é útil no dia a dia e crucial em situações adversas, em que é necessário reduzir a velocidade rapidamente em curto tempo.

Entre os tipos mais conhecidos de freios estão o freio a tambor, a disco e o freio ABS. Porém, a partir de 2014 foi estabelecido pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) que todos os carros devem sair de fábrica com o freio considerado mais seguro e moderno, o ABS.

Saiba, neste post, como funciona o freio ABS, suas diferenças para os outros freios e suas principais vantagens. Boa leitura!

Como funciona o freio ABS?

A sigla ABS é uma abreviatura para Anti-lock Braking System. Criado na década de 70, esse sistema de frenagem já passou por diversas mudanças e melhorias, sendo hoje muito mais leve (com apenas 1,5kg) e seguro do que suas primeiras versões.

O veículo que possui o mecanismo ABS conta com sensores de velocidade nas rodas que medem a sua rotação. Dessa forma, é possível repassar para a central se uma ou mais rodas têm possibilidade de travar durante o uso do freio.

Se houver essa chance, o sistema consegue reagir e mudar a pressão de frenagem em cada roda por meio de um sistema de válvulas hidráulicas. No entanto, a maior importância prática do freio ABS consiste em não travar as rodas subitamente, o que evita que o carro derrape ou o motorista perca o controle na direção.

É importante salientar que o freio ABS só será ativado quando houver eminência de travamento das rodas. Fora isso, ele funcionará como outro freio normal. Se o motorista pisar bruscamente no pedal, sentirá uma forte vibração e ruído, mas não deve retirar a pressão do pé no local, pois isso é absolutamente normal.

Quais são as vantagens do freio ABS?

Possibilita ao condutor manter o controle na freagem

Ambos os freios (ABS e a disco) possuem pastilhas que travam o disco de rodas em seu componente de frenagem. No entanto, o freio a disco provoca o travamento completo das rodas do veículo, o que pode ser perigoso, visto que o motorista não terá controle sobre o veículo e ele seguirá um fluxo contínuo devido à lei da inércia de Newton.

Como já explicamos, a roda no sistema ABS não trava e, dessa forma, o carro não derrapa, sendo mais seguro para o motorista.

Diminui a extensão de parada

No freio comum, as rodas ficam arroladas, o que pode aumentar o percurso em até 20% de extensão.

Reduz a possibilidade de aquaplanagem

Nos carros sem ABS, o sistema trava bruscamente, o que, em dias de chuva, pode fazer com que o carro avance em extensão sem que o motorista tenha nenhum controle. Como o sistema ABS não trava as rodas completamente, será pouco possível ocorrer aquaplanagem.

Diminui o desgaste nos pneus

Travar as rodas bruscamente pode trazer danos aos pneus do seu carro, afinal, é possível notar que longas marcas de pneus deixadas em rodovias são feitas por veículos sem ABS. No mecanismo ABS os vestígios são curtos e espaçados, o que demonstra um menor desgaste.

No entanto, somente o sistema ABS não é suficiente para garantir a segurança. É essencial que o motorista pratique a direção preventiva, mantenha distância do veículo que está à sua frente e realize a manutenção adequada de seu automóvel.

Assim, é possível garantir que a freagem será realizada a tempo de evitar um acidente, caso haja alguma intercorrência no caminho.

E então, aprendeu como funciona o freio ABS e suas vantagens? Compartilhe este post em suas redes sociais e ajude os amigos a se informarem!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"