Saiba mais sobre seguro para carro blindado e suas particularidades

Os veículos blindados são carros especiais que utilizam uma proteção super-reforçada em sua estrutura, normalmente feita de chapas de aço, placas de plásticos e vidros reforçados. O objetivo é proteger os seus ocupantes contra tiros, explosões, tentativas de sequestro e outros tipos de atentados.

A blindagem é especialmente útil para cidades grandes, locais em que os assaltos a mão armada têm acontecido com frequência. Além disso, ela pode ser uma boa opção para pessoas com cargos elevados ou famosas, que precisam se proteger mais do que o normal de possíveis abordagens.

No entanto, ao adquirir um veículo blindado, é preciso pensar em variáveis comuns aos carros tradicionais, como o seguro e a manutenção. Neste post, abordaremos como é o seguro para carro blindado, quais são as diferenças para um seguro tradicional e os fatores que encarecem esse tipo de proteção para o seu automóvel. Acompanhe!

Como é o seguro para carro blindado?

Após despender uma grande quantia em blindagem para o veículo ou adquirir um carro já blindado, é preciso proteger o investimento feito. O processo de blindagem, devido aos pesados materiais e equipamentos instalados, adiciona cerca de 200 quilos de peso ao carro, tornando-o mais resistente, mas, ao mesmo tempo, aumentando o dano a sua estrutura.

Além disso, reparos e toda a manutenção na blindagem do veículo são serviços onerosos e que devem ser feitos em locais especializados para garantir a durabilidade e a segurança dos passageiros.

Devido a tanta complexidade, é natural que o seguro para carro blindado seja diferente do tradicional. Normalmente ele é contratado como uma cobertura adicional e, dessa forma, tem seus próprios valores e diferentes limites de cobertura e indenização.

No entanto, caso a parte afetada do veículo não seja blindada, será utilizada a cobertura tradicional do seguro. Sendo assim, se apenas partes sem blindagem, como o farol, forem atingidas em um acidente, por exemplo, o proprietário paga a franquia referente ao valor do seguro convencional para o seu modelo de veículo.

Quais são as diferenças para um seguro tradicional?

O seguro para carro blindado apresenta algumas particularidades. Primeiramente, é preciso ter em mãos a nota fiscal do serviço de blindagem, que é emitida pela empresa que realizou o serviço. Isso é importante porque existem empresas que realizam bons serviços com materiais de qualidade, enquanto outras nem tanto.

Com esse documento, a seguradora também pode avaliar se a blindagem foi feita de acordo com os padrões da lei, de maneira correta e qual foi o seu custo para calcular o valor do seguro.

Além disso, o proprietário precisa entregar a autorização do exército para blindagem. Qualquer veículo blindado, usado ou novo, precisa ter um certificado de registro emitido pelo exército. Esse documento é pessoal e deve ser renovado a cada três anos, podendo ser feito via despachante.

Por fim, a seguradora também indicará um local especializado para realizar a vistoria do veículo. Esse passo é importante para carros blindados com mais de três anos, visto que normalmente a garantia dura cerca de três a cinco anos. No entanto, ele é realizado em qualquer carro cujo proprietário deseje adquirir o seguro para blindagem, mesmo que o modelo não tenha nenhum quilômetro rodado.

Por que ele é mais caro?

É natural que o valor do seguro para carro blindado seja mais alto do que para veículos tradicionais. Afinal, o conserto e a manutenção desses será mais complexa e, assim, mais onerosa. Normalmente, uma intervenção em automóveis com blindagem pode custar até 50% a mais do valor suficiente para reparar um carro convencional.

Dessa forma, é preciso que a seguradora tenha recursos suficientes caso haja algum acidente ou sinistro com o automóvel. É importante saber que o valor depende do modelo do carro, do tipo de blindagem feita (devido a sua qualidade) e também do condutor. Isso porque o perfil e risco de cada condutor é individual, o que pode aumentar ou diminuir o valor do seguro.

Além disso, existem serviços que cobrem somente os itens básicos, enquanto outros englobam qualquer peça do automóvel, o que também influencia no preço do seguro.

O seguro pode encarecer cerca de 50% quando comparado ao serviço para um carro tradicional. A blindagem para um modelo Hatch custa cerca de R$ 32.000,00, por exemplo. A cotação do seguro sem blindagem fica em torno de R$2.100,00, enquanto o valor com seguro para blindagem custa cerca de R$ 3.000,00.

Já para um modelo sedã, cuja blindagem custa em torno de R$45.000,00, a cotação sem blindagem é cerca de R$ 2.400,00 e a com blindagem R$ 3.500,00.

Como contratar esse tipo de seguro?

O seguro para carro blindado não é feito por qualquer seguradora, visto que os serviços são especializados e muitas vezes saem mais caros do que o do carro tradicional. Dessa forma, é preciso, primeiramente, encontrar uma empresa que ofereça esse tipo de seguro.

Após análise dos documentos citados acima, a empresa leva em conta outras variáveis, como o modelo do veículo. Carros importados e de alto valor do mercado podem ser recusados em algumas seguradoras, devido ao alto valor de seus reparos.

Além disso, serviços feitos em empresas de blindagem com má reputação no mercado também podem ser recusados. É por esse motivo que, antes de adquirir um automóvel blindado, seja ele usado ou novo, deve-se pesquisar bastante sobre sua procedência e a qualidade do serviço de blindagem feito.

Normalmente as seguradoras também optam por recusar carros blindados com blindagem feita há mais de 5 anos. Isso porque, como falado, esse é o prazo em que termina a garantia das empresas que realizaram o serviço. Esse processo é mais fácil para veículos que já contam com o seguro e agora desejam renová-lo. Sendo assim, é indicado adquirir o seguro para carro blindado o mais precocemente possível.

A escolha do seguro para carro blindado deve ser feita com cautela. Além disso, após adquiri-lo, deve-se realizar a manutenção periodicamente e manter o carro em boas condições para que a revenda seja feita sem problemas. Quer saber mais informações sobre seguro? Acesse o nosso post e se informe sobre o seguro obrigatório DPVAT!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"