Veja por que fazer a manutenção do seu carro é tão importante

Quem pensa que manutenção de veículo é coisa para se fazer quando começam a surgir os problemas está destinado a pagar contas altíssimas por estragos que poderiam ser evitados com um pouco de prevenção. A manutenção automotiva deve ser encarada como uma parte do cotidiano do motorista, pois os desgastes do veículo, geralmente, não são fáceis de se detectar quando estão nos estágios iniciais.

A manutenção do carro não só evita que problemas graves aconteçam no decorrer do tempo, mas também mantém o bom rendimento do veículo, muitas vezes gerando uma economia significativa de combustível e de trocas de peças.

Além disso, um carro que passa por manutenção contínua durante anos é mais valorizado, sendo mais fácil revendê-lo por um preço próximo da Tabela Fipe. Em vista disso, entenda, com as dicas a seguir, por que é importante deixar a manutenção automotiva em dia:

1. Conheça os cuidados essenciais

Para começar, você deve compreender alguns dos principais aspectos da manutenção veicular. Entenda mais a seguir:

Balanceamento

Geralmente, aos 10 mil km, o veículo já passou por algumas situações de desgaste que podem gerar sintomas identificáveis pelo motorista. Se o volante ou a carroceria do veículo vibram enquanto o carro se movimenta, por exemplo, é sinal de que as rodas precisam de um ajuste de balanceamento.

O balanceamento é um procedimento de equilíbrio de massa entre o pneu e a roda. Esse procedimento é realizado adicionando-se contrapesos que vão compensar quaisquer diferenças de massa que possam causar vibrações indesejáveis.

Essas vibrações propiciam instabilidade em diversos sistemas do carro, que, se não corrigidas, podem levar a problemas mais sérios de mecânica do veículo com o passar do tempo. 

Alinhamento 

Alinhar significa manter a posição das rodas de acordo com a recomendação do fabricante. No dia a dia, a geometria da suspensão do carro é alterada por pequenos impactos na estrada, como buracos, lombadas, ou até mesmo manobras mal feitas que tenham forçado as rodas.

Um veículo mal alinhado pode ter má distribuição das forças nos sistemas de direção, e isso tende a sobrecarregar algumas peças. Ainda, a falta de alinhamento compromete a dirigibilidade do motorista, pois o volante começa a “puxar” a direção para um lado ou para o outro.

Nesse sentido, alinhar as rodas do carro é uma forma de proteger o veículo e o motorista, sendo parte imprescindível da manutenção automotiva.

Cuidados de rotina 

Algumas boas práticas são indispensáveis para manter seu veículo sempre em bom estado. São procedimentos que garantem que o carro não vai te deixar na mão e que são fáceis de serem realizados sem grandes conhecimentos técnicos sobre manutenção automotiva. Veja alguns exemplos:

Regulagem da pressão dos pneus

Esse cuidado simples pode economizar combustível e evitar gastos com manutenção de pneus, que são mais propensos a falhas quando não estão devidamente calibrados.

Nível de óleo 

O óleo do motor é parte indispensável para a lubrificação dos componentes, evitando desgaste por atrito entre as partes móveis e superaquecimento. O óleo é fundamental para o bom funcionamento geral do carro.

Inspeção das lâmpadas

Dirigir com problemas no sistema de iluminação do carro é perigoso não só para o motorista, mas também para os outros carros em trânsito. Os faróis não só iluminam a visão do motorista, como alertam os outros carros que circulam na via. Além disso, a falha nos faróis do carro gera multa ao condutor.

2. Entenda por que fazer manutenção preventiva

A falha de peças e sistemas do carro é algo a ser evitado sempre. Não só pelo inconveniente causado pela falha, mas por ser parte da conduta responsável do motorista.

Como se trata de um conjunto de sistemas com tempo de vida previamente calculado, a maneira mais econômica de lidar com as falhas previstas é tratá-las com antecedência e planejamento. Veja alguns pontos-chave desse processo:

Segurança

Manter o carro sempre em condições de uso significa proteção para o motorista e para os passageiros. O mal funcionamento do carro durante uma viagem mais longa pode gerar acidentes graves, que são evitáveis quando a manutenção é adequada.

Conforto e economia

Geralmente, veículos sem revisão apresentam pequenos defeitos, como vibração, ruídos e falhas de dirigibilidade. Esses problemas causam desconforto aos passageiros e demandam manutenção muito mais cara quando demoram para ser resolvidos.

Garantia

Muitas concessionárias oferecem a garantia para problemas de maior gravidade do veículo, mas desde que seja feita a revisão periódica com profissionais autorizados. Nesses casos, a manutenção automotiva acaba sendo mais barata, mesmo quando o veículo passa por uma situação complicada que não pôde ser previamente detectada.

Valorização do carro

Um carro com revisão em dia tem mais chances de ser vendido com o preço de tabela. Mas para que essa revisão tenha validade de mercado, é recomendado que seja feita por alguma oficina autorizada pela concessionária. Isso garante que o procedimento será adequado e valoriza o veículo para a revenda.

3. Saiba quando realizar a manutenção 

É costume realizar procedimentos mais simples a cada semana, mas a manutenção em oficina é normalmente recomendada em função do quanto foi rodado com o veículo.

Quando ele atinge 40 mil km, é provável que algumas peças apresentem desgaste, como cabos de vela e lonas de freio. Isso acontece porque, quando o carro chega nesse estágio de rodagem, as falhas primárias já deram origem às secundárias. São pequenos defeitos que desgastam o veículo em longo prazo, e, por isso, faz-se necessária a revisão.

Já os ajustes de amortecedores e de suspensão são normalmente realizados quando o automóvel atinge 80 mil km, devido ao desgaste constante que as peças sofrem por causa de irregularidades no asfalto. A própria rotação dos eixos causa fadiga em algumas peças, gerando pequenas trincas que podem resultar em falhas catastróficas caso não seja feito o acompanhamento adequado.

A manutenção automotiva é uma parte fundamental da educação do motorista, assim como o ato de dirigir com responsabilidade. Acompanhar a saúde mecânica do seu veículo é garantia de segurança e conforto para suas viagens, de mais economia e de valorização para uma futura revenda. Vale lembrar que a manutenção preventiva geralmente custa bem menos do que a corretiva, o que significa uma boa redução de despesas veiculares!

Agora que você já sabe sobre a importância da manutenção automotiva, assine a newsletter da HPoint e fique por dentro das novidades!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"