Você sabe a hora certa de trocar o pneu do seu carro?

Os pneus de um carro são itens de extrema importância. Eles possuem diversas funções e o motorista deve ficar atento à sua conservação. Saber a hora correta de substituí-los é fundamental para manter a sua segurança e de sua família, além de evitar multas.

Então, acompanhe este post e saiba a hora de trocar o pneu do carro e quais são os riscos de deixar passar o prazo.

Para que serve o pneu?

O pneu é responsável por diversas funções em um carro. É ele que mantém o contato do veículo com o solo, pois cria aderência à pista. Assim, ele também suporta o peso do veículo e garante a estabilidade, transmitindo conforto ao motorista e aos passageiros.

Quais são os cuidados necessários?

Um componente tão importante precisa de atenção para estar sempre em bom estado e ser substituído assim que sua vida útil chegar ao fim. Para isso, é necessário tomar alguns cuidados básicos.

Em primeiro lugar, é importante calibrar o pneu a cada 15 dias para garantir que não haja desgaste irregular. Para saber quanto ar colocar, você deve seguir as recomendações do fabricante, pois cada medida de pneu tem uma calibração diferente. Outro ponto importante é realizar o rodízio dos pneus e os serviços de alinhamento e balanceamento a cada 10 mil quilômetros rodados.

Por último, lembre-se de ter cuidado ao fazer balizas. Encostar o pneu no meio fio pode gerar calombos ou até mesmo rasgá-los. As deformações comprometem a estrutura do pneu e, dependendo da gravidade, eles precisarão ser trocados imediatamente.

Qual é a hora de trocar o pneu do carro?

Em situações normais de uso, ele deve ser substituído quando a borracha se desgastar e chegar ao indicador de troca — para reconhecer, observe as elevações de borracha que ficam dentro dos sulcos do pneu. Quando o desgaste as atinge, é hora de realizar a trocar.

Caso o seu jogo de pneus não tenha o indicador de troca, há um teste simples para decidir se o desgaste já está alto. Basta pegar uma moeda de um real e colocar dentro do sulco, se você enxergar a parte dourada, já é hora de trocar. Os pneus com sulcos menores que 1,6 mm são considerados carecas e a parte dourada da moeda tem mais ou menos essa medida.

É importante lembrar que os pneus também devem ser substituídos sempre que você perceber deformações, como bolhas, cortes, ressecamento ou rachaduras. Pode parecer estranho, mas esses fenômenos são mais comuns do que se imagina.

Existem riscos por rodar com pneu careca?

Como o pneu é projetado para dar aderência e estabilidade ao carro, é indispensável que ele esteja em boas condições de uso. Quando os pneus estão carecas, eles não são capazes de garantir a sua função com qualidade. Assim, o carro perde a estabilidade e pode começar a derrapar e demorar mais tempo para frear.

Se você dirigir com pneu careca na chuva, o perigo é ainda maior, já que, sem sulcos, a água não tem por onde escoar e pode acontecer a temida aquaplanagem, fazendo com que o motorista perca o controle do carro.

Rodar com pneus carecas é um perigo para o motorista, para os passageiros e também para as demais pessoas no trânsito, por isso, é considerado infração grave. O motorista pode ser penalizado com cinco pontos na carteira e uma multa de R$ 195,23.

Trocar o pneu do carro na hora certa é uma forma de garantir a segurança no trânsito! Mantenha seus pneus bem cuidados e dirija com mais tranquilidade, evitando acidentes e também o risco de multas.

Gostou deste artigo? Quer se manter bem informado? Curta nossa página no Facebook e não perca as próximas atualizações!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"