Dicas de cuidados ao dirigir na “primeira chuva”

6 minutos para ler

A chuva não aparece há muitas semanas. Sua cidade passa por um período de estiagem e você dirige confortavelmente da mesma forma e sem problemas. Então, de repente, a chuva cai torrencialmente: o que fazer? A visibilidade é menor, a aquaplanagem é um risco iminente, o carro demora a frear. Sob condições adversas, você não tem mais as mesmas referências na direção: é a primeira chuva!

Os veículos atuais estão repletos de funções e equipamentos para auxiliar você em climas adversos, mas a sabedoria para usá-los ainda é sua. Portanto, faça valer a modernidade e as ferramentas do seu carro e administre a situação com serenidade.

Mantenha a calma e, da próxima vez, você terá todas as nossas dicas para ajudá-lo nessa situação. Vamos nessa?

Mantenha a atenção na pista

Depois de um período longo de seca, a pista acumula uma grande quantidade de resíduos sólidos no asfalto — fuligem e lixo que se mesclam com a chuva e tornam a direção muito mais traiçoeira.

Com um grau de dificuldade maior em controlar o seu carro, a atenção tem de ser redobrada, pois é fundamental para evitar um acidente.

Sob condições diferentes das a que você está habituado há um bom período, o recomendado é guiar o veículo de forma conservadora.

Faça uma checagem antes de sair

Precisa ir para a rua numa primeira chuva? Siga este roteiro e constate as condições de equipamentos essenciais. Primeiro, confira o estado dos sulcos dos pneus — são aquelas rachaduras responsáveis por drenar a água da chuva.

As condições gerais também. Na chuva, um pneu careca diminui ainda mais a aderência e exige muito mais cuidado.

Você vai precisar do limpador de para-brisa, é evidente. No entanto, as paletas podem estar extremamente ressecadas depois de meses longe da umidade. Nesse caso, sua efetividade é muito limitada e pode deixar você na mão.

O limpador é primordial para manter a boa visibilidade em condições de chuva moderada ou mesmo mais severa.

Saiba como sinalizar sob chuva

Quando está complicado enxergar os outros carros na pista, a luz vermelha traseira se torna uma ferramenta essencial. Para ativá-la, transite sempre com faróis baixos, auxiliando a visão dos demais motoristas.

Se a visibilidade é crítica, quase nenhuma, e você decide parar, faça isso num lugar extremamente seguro, encoste onde o seu carro esteja completamente visível para quem vem atrás.

Uma última boa dica é evitar ultrapassagens desnecessárias. Em condições mínimas de segurança, as ultrapassagens não são movimentos favoráveis e podem gerar problemas. Não conte com a habilidade de outro motorista e aguarde um pouco mais para uma oportunidade melhor. Use sempre as setas.

Mantenha o máximo de visibilidade

Seu carro tem um desembaçador? Se não, é muito válido andar com alguns produtos especiais voltados para a limpeza e o desembaçar dos vidros do carro.

Esses produtos são vendidos em lojas especializadas em serviços automotivos e em alguns lava a jatos.

Diminuir a temperatura interna usando o ar-condicionado também é uma opção eficiente para evitar que a diferença de calor embranqueça o seu para-brisa.

Em último caso, você pode deixar uma pequena fresta da janela aberta. A troca de temperatura com o ambiente externo vai equilibrar o acúmulo das gotas no seu campo de visão.

Evite a aquaplanagem

Uma direção inteligente evita a terrível aquaplanagem. Esse evento, que acontece principalmente nas estradas, em rodovias planas e bem pavimentadas, faz com que o seu veículo deslize sobre uma lâmina de água acumulada no asfalto, tirando o controle total da direção.

Nesse cenário, nunca freie. Mantenha as mãos firmes no volante e deixe o carro perder velocidade em linha reta, no ponto morto. A situação pode ser assustadora, mas é plenamente possível evitar acidentes com essa conduta.

Não tente a sorte contra um alagamento

Fuja ao máximo de trechos alagados e enchentes. Água no motor é como água no chope — danifica os sistemas hidráulico e elétrico e pode causar diversos prejuízos e mau funcionamento, o que acaba comprometendo a saúde de longo prazo das partes do motor.

A água chega à metade dos pneus? Já é perigoso e pode trazer prejuízo. Espere o quanto puder ou busque um caminho alternativo.

Se tiver que forçar a barra em uma emergência, conduza na primeira ou segunda marcha e não interrompa a aceleração. Se o carro desligar, não tente ligar logo depois. Coloque em ponto morto e empurre até um lugar seguro.

Em condições piores, tenha limites menores

Todas as referências, sinalizações de velocidade e recomendações de trânsito são desenhadas para condições normais de pressão e temperatura. Em uma primeira chuva ou numa chuva qualquer, diminua os limites.

Transite pelo menos 10 km/h mais devagar do que o sugerido pela sinalização, independente do trânsito. Aumente também o espaço deixado para as frenagens, pois, esteja ciente, o seu veículo tomará mais tempo para parar completamente.

Pode escolher o seu itinerário? Então escape de subidas e descidas íngremes. O peso do veículo combinado com a chuva pode fazer com que o carro deslize. Conhece bem as ruas de sua cidade? Trace o caminho menos complicado e com melhores condições de trânsito e de pista.

Por fim, tente sempre manter a tranquilidade quando estiver próximo de ônibus e caminhões. Não se assuste com a quantidade de água espirrada na direção do seu carro, é natural. Redobre a atenção com semáforos e pedestres e guie com total segurança.

Como você pôde ver, a experiência de dirigir numa primeira chuva não é das mais fáceis — mas é uma complicação contornável. Seguindo todas as recomendações, você estará preparado para cumprir o seu caminho e chegar ao destino sem problemas.

Tenha consciência de que nem todos os motoristas têm esse tipo de instrução, portanto, alguns podem fazer manobras precipitadas sob chuva. Se você estiver em dia com as indicações, porém, estará seguro.

Então, curtiu as nossas dicas de cuidados para a primeira chuva? Tem dúvidas ou informações para compartilhar? Deixe o seu comentário logo abaixo, que estamos prontos para ajudar você! Conte conosco! Até o próximo post!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Share This